Marta Suplicy analisa gravidade do déficit habitacional no Brasil — Rádio Senado
Habitação

Marta Suplicy analisa gravidade do déficit habitacional no Brasil

Os aluguéis e a coabitação de famílias na mesma residência estão entre os principais motivos para o déficit habitacional no Brasil. Ele atinge mais de sete milhões e setecentas mil pessoas no país. A senadora Marta Suplicy (MDB-SP) pediu empenho da próxima administração de São Paulo para colocar o déficit habitacional como prioridade a partir de 2019.

23/08/2018, 13h30 - ATUALIZADO EM 23/08/2018, 16h09
Duração de áudio: 01:33
Foto: Ichiro Guerra/PR

Transcrição
LOC: ALUGUEIS E COABITAÇÃO ESTÃO ENTRE OS MAIORES MOTIVOS PARA O DÉFICIT HABITACIONAL NO BRASIL. LOC: A SENADORA MARTA SUPLICY PEDIU NO PLENÁRIO DO SENADO PRIORIDADE PARA AS POLÍTICAS PÚBLICAS HABITACIONAIS. REPÓRTER FLORIANO FILHO. (Repórter) Segundo um estudo de 2015 da Fundação Getúlio Vargas, o Brasil tem um déficit habitacional superior a sete milhões e setecentas mil moradias. Apenas na cidade de São Paulo, faltam mais de 358 mil. O resultado é que cerca de um milhão e duzentas mil pessoas vivem na capital paulista de forma precária. Segundo a senadora Marta Suplicy, do MDB de São Paulo, o problema é agravado pela diferença entre imóveis vazios e a quantidade de pessoas que precisam de uma residência. (Marta Suplicy) A gente percebe um enorme descompasso entre os imóveis vazios, que poderiam ser ocupados, que, por um motivo ou outro – mas geralmente, por especulação imobiliária –, estão lá vazios, e pessoas que não têm onde morar. (Repórter) Marta Suplicy acredita que a próxima administração terá que colocar o déficit habitacional como prioridade a partir de 2019 para começar a equacionar o problema. (Marta Suplicy) A questão de ter foco é fundamental. Porque são dois problemas grandes que eu vejo: um é a questão do centro da cidade, da habitação; e outro é a regularização fundiária, que é fora da cidade. (Repórter) De acordo com o estudo da Fundação Getúlio Vargas, o custo do aluguel e o fato de famílias dividirem o mesmo teto estão entre as maiores causas do déficit habitacional.

Ao vivo
00:0000:00