Veículos movidos a combustíveis fósseis podem ser proibidos de circular a partir de 2040 — Rádio Senado
Propostas

Veículos movidos a combustíveis fósseis podem ser proibidos de circular a partir de 2040

Projeto do senador Ciro Nogueira (PP-PI) institui a política de substituição dos automóveis movidos a combustíveis fósseis e altera o Código de Trânsito Brasileiro para proibir a circulação de automóveis movidos a derivados de petróleo no Brasil, a partir de 2040. O PLS 304/2017 está em análise na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania. Para Ciro Nogueira, essa é uma situação que o país terá que enfrentar por ser uma tendência mundial.

04/09/2017, 20h19 - ATUALIZADO EM 05/09/2017, 11h12
Duração de áudio: 01:48
Divulgação

Transcrição
LOC: VEÍCULOS MOVIDOS A COMBUSTÍVEIS FÓSSEIS PODEM SER PROIBIDOS DE CIRCULAR A PARTIR DE 2040. LOC: É O QUE PREVÊ UM PROJETO DE LEI DO SENADOR CIRO NOGUEIRA EM ANÁLISE NA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA. A REPORTAGEM É DE REBECA LIGABUE (LIGABÍ). TÉC: O projeto proíbe a venda de carros movidos a gasolina, diesel ou gás natural a partir de 2030 e, a partir de 2040, veda a circulação de qualquer automóvel desse tipo. Só serão permitidos nas ruas veículos que utilizem exclusivamente biocombustíveis, como o biodiesel e o etanol, ou movidos a eletricidade. Serão exceção apenas carros de colecionadores, veículos oficiais e diplomáticos ou de visitantes estrangeiros até seis meses depois de sua entrada no País. O autor da proposta, senador Ciro Nogueira, do PP do Piauí, destacou que atualmente o setor de transportes é responsável por um sexto das emissões de gás carbônico na atmosfera, por conta da queima de combustíveis fósseis. Por isso, outros países estão tomando decisões parecidas, como a França, a Noruega e a Índia. (Ciro) É uma situação que mais dia menos dia nós temos que enfrentar, alguns países já aprovaram essa proibição e nós temos que buscar outra matriz energética para o funcionamento desses veículos, é uma tendência mundial. (REP) Ciro Nogueira espera que a análise do Senado sobre a proposta seja concluída ainda neste ano. (Ciro) O ideal é: o próprio relator quando for nomeado na CCJ deverá fazer audiências públicas com todos os setores envolvidos da sociedade, montadoras, setor ambiental, até o setor produtivo de petróleo, para que a gente possa saber o momento ideal, para que até o fim do ano nós votemos no Senado Federal e logo após na Câmara dos Deputados. (REP) Nogueira lembrou que há montadoras que já têm planos de fabricar exclusivamente veículos elétricos a partir de 2019. A proposta vai passar pela análise das Comissões de Constituição e Justiça e de Meio Ambiente. Da Rádio Senado, Rebeca Ligabue. PLS 304/2017

Ao Vivo

Não é usuário? Cadastre-se.

Ao vivo
00:0000:00