SUS vai tratar doenças relacionadas ao fumo — Rádio Senado

SUS vai tratar doenças relacionadas ao fumo

LOC: O SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE VAI TRATAR DOENÇAS RELACIONADAS AO FUMO.

LOC: A ESTIMATIVA É QUE CINCO MILHÕES DE PESSOAS TENHAM A DOENÇA PULMONAR OBSTRUTIVA CRÔNICA, CAUSADA PELO TABACO. REPÓRTER ROBERTO FRAGOSO.

TÉC: A doença pulmonar obstrutiva crônica, conhecida por Dpoc, causa falta de ar, fadiga muscular e insuficiência respiratória, e é causada pelo fumo ativo e passivo, e em menor escala – 20% dos casos – por poluição ou poeira. O Ministério da Saúde estima que cinco milhões de pessoas tenham a enfermidade. Os remédios para tratar os sintomas – corticóides inalatórios e broncodilatadores – serão incorporados à lista do Sistema Único de Saúde. Alguns desses remédios já estão na lista, mas são disponibilizados apenas para o tratamento de asma. Em 2011, foram quase 117 mil internações em função do Dpoc, que custaram 87 milhões de reais. Só no primeiro semestre deste ano, já foram registrados quase 58 mil internações, ao custo de 45 milhões de reais. O senador Paulo Davim, do PV do Rio Grande do Norte, que é médico, defendeu a distribuição de remédios como forma de conter os efeitos nocivos do tabaco nos estágios iniciais da doença.

(Paulo Davim) Eu acho necessário, eu acho uma iniciativa elogiável do ministério, até porque a gente precisa atacar o tabagismo logo no início, e não deixar para tratar as sequelas deixadas por ele. E a liberação de medicamentos pelo SUS, isso vai facilitar e muito o enfretamento desta dependência muito maléfica para a saúde do usuário do tabaco mas também para o erário público, sobretudo os recursos do SUS.

(Repórter) O senador Humberto Costa, do PT de Pernambuco, falou em plenário que as doenças provocadas pelo cigarro impactam de forma significativa o Sistema Único de Saúde.

(Humberto Costa) Um estudo financiado pela Organização Não Governamental Aliança de Controle do Tabagismo apontou um gasto, em 2011, de R$ 21 bilhões no tratamento de pacientes doentes por causa do cigarro. Um valor equivalente a 30% do orçamento do Ministério da Saúde em 2011. Esse montante também é três vezes e meia maior do que a quantia arrecadada pela Receita Federal com produtos derivados do tabaco no mesmo período.

(Repórter) Também serão disponibilizados outros cuidados para combater a doença, como a vacina contra a influenza, a oxigenoterapia domiciliar e exames para diagnosticar a deficiência de alfa-1 antitripsina, uma proteína produzida pelo fígado que protege os pulmões.
26/09/2012, 02h02 - ATUALIZADO EM 26/09/2012, 02h02
Duração de áudio: 02:19
Ao Vivo

Não é usuário? Cadastre-se.

Ao vivo
00:0000:00