Prosseguem negociações sobre valor do novo salário mínimo — Rádio Senado

Prosseguem negociações sobre valor do novo salário mínimo

LOC: NA TERÇA-FEIRA, O RELATOR DO ORÇAMENTO 2011, SENADOR GIM ARGELLO, DEVE NEGOCIAR COM SINDICALISTAS E COM OS MINISTROS DO PLANEJAMENTO E DA PREVIDÊNCIA O NOVO VALOR DO SALÁRIO MÍNIMO.

LOC: JÁ OS SENADORES DA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA RECEBEM, NA QUARTA, OS PRESIDENTES DO BANCO CENTRAL E DA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL PARA DISCUTIR A CRISE NO BANCO PANAMERICANO. 

A agenda das comissões começa na terça-feira, quando a Comissão de Assuntos Econômicos deve discutir uma proposta que isenta do pagamento de imposto de renda os aposentados com diabetes. No mesmo dia, os senadores da Comissão de Educação devem receber o ministro da Educação, Fernando Haddad, para esclarecer as falhas nas provas do Enem 2010, o Exame Nacional do Ensino Médio. Já a Comissão de Assuntos Sociais deve votar o projeto que busca melhorar o atendimento médico a crianças e adolescentes por planos e seguros de saúde. Ainda na terça, a Comissão de Agricultura e Reforma Agrária analisa a proposta que isenta do pagamento de Imposto Territorial Rural os produtores que cultivarem frutas nativas da região. Na Comissão Mista de Orçamento, o tema em destaque é o valor do salário mínimo, que entra em vigor em janeiro. A proposta do governo prevê um reajuste de 510 para 540 reais. Já as centrais sindicais pedem um piso de 580 reais. Na terça-feira, o relator-geral do Orçamento de 2011, senador Gim Argello, do PTB do Distrito Federal, volta a se reunir com sindicalistas e com o Ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, e da Previdência, Carlos Eduardo Gabas, para fechar um acordo sobre o tema. (Gim) "Dentro de um número realista. Se a realidade for R$ 540 e eu não puder aumentar, será de R$ 540. Se pudermos aumentar para R$ 550, assim o será. Se puder ser mais, vamos discutir isso. Vamos encontrar um formato para que todos entendam o que está sendo feito" (Cardim) Na quarta-feira, a Comissão de Ciência e Tecnologia pode votar a proposta que cria o Sistema Nacional de Identificação e Localização de Crianças e Adolescentes Desaparecidos. A proposta prevê o cruzamento das informações disponíveis nos cadastros estaduais com o sistema nacional e a veiculação de anúncios sobre os menores desaparecidos nas emissoras de Rádio e TV. Na quarta-feira, a Comissão de Educação volta a se reunir e recebe especialistas estrangeiros para discutir o tema "Primeira Infância e Cultura de Paz". No mesmo dia, os senadores da Comissão de Constituição e Justiça devem receber os presidentes do Banco Central, Henrique Meireles, e da Caixa Econômica Federal, Maria Fernanda Coelho, para que esclareçam possíveis irregularidades em transações e na fiscalização do banco Panamericano.
12/11/2010, 00h12 - ATUALIZADO EM 12/11/2010, 00h12
Duração de áudio: 02:50
Ao Vivo

Não é usuário? Cadastre-se.

Ao vivo
00:0000:00