Heinze afirma que Macron não tem autoridade para criticar a agricultura brasileira

Da Agência Senado | 05/12/2023, 17h33

O senador Luis Carlos Heinze (PP-RS) criticou o presidente da França, Emmanuel Macron, por afirmar, durante a COP28, que a agricultura brasileira não teria compromisso com metas ambientais e que, por isso, ele era contra o acordo comercial entre Mercosul e União Europeia.

— O presidente Macron não conhece e é mal-intencionado ao falar dos produtores brasileiros. Nós, senhor Macron, não temos os pesados subsídios que os seus agricultores têm. Quem mais recebe subsídios no mundo são os agricultores franceses — disse Heinze.

O parlamentar argumentou que vários produtos franceses, como manteiga e queijo, podem ser comprados em todo o Brasil pois têm sua produção subsidiada pelo governo da França, o que o senador considera como concorrência desleal com os produtos brasileiros.

Heinze afirmou que o Brasil usa combustíveis verdes como etanol e biodiesel e tem grande geração de energia renovável com as usinas hidrelétricas e usinas eólicas e solares. Além disso, o parlamentar lembrou que o Brasil é um dos países com maior preservação ambiental — inclusive com legislação ambiental rígida — e que a agricultura é sustentável e científica, ou seja, produz muito com pouco impacto ambiental.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)