Senadores lamentam morte de Quino, cartunista argentino criador de Mafalda

Da Redação | 30/09/2020, 18h48

Senadores lamentaram nas redes sociais a morte de Joaquín Salvador Lavado Tejón, mais conhecido como Quino, criador das histórias em quadrinhos da personagem Mafalda, que faleceu nesta quarta-feira (30), aos 88 anos. O artista sofria complicações após sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC) nos últimos dias.

Ao se manifestar sobre o falecimento do artista, o senador Humberto Costa (PT-PE) lembrou que Quino sempre tratou de causas sociais em suas obras. “Tristeza! Faleceu hoje, aos 88 anos, o quadrinista argentino Quino, criador da personagem Mafalda, traduzida para mais de 35 idiomas. Quino e Mafalda abraçaram diversas causas sociais com um humor crítico muito inteligente”, registrou.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) assegurou que Mafalda, sua personagem mais famosa, nunca será esquecida. “Hoje ficamos um pouco mais tristes. Perdemos Quino, o pai da Mafalda. A personagem que mistura conhecimento, humor e muita fofura. Vamos sentir tanto sua falta. Vá em paz, Quino! Que Mafalda fique sempre entre nós. Obrigado por ela”, publicou.

Para Jean Paul Prates (PT-RN) Mafalda foi responsável por chamar as pessoas à reflexão. “Lá se foi Quino, o genial criador de Mafalda, Suzanita, Manolito... Obrigado pelo riso, pela reflexão, por instigar a todos nós, Quino”, agradeceu.

Já o senador Fabiano Contarato (Rede-ES) agradeceu ao artista pela criação da personagem, que segundo ele, ensinou aos leitores a pensar sobre o mundo. “Criador da famosa garotinha Mafalda, o grande cartunista Quino nos deixou. Por meio da Mafalda, personagem cheia de questionamentos, ele nos fez, por diversas vezes, aprender a pensar melhor sobre o que há ou não de melhor no mundo. Obrigado, Quino”, gratificou.

Mesma opinião teve a senadora Maria do Carmo Alves (DEM-SE): "Quino, o genial criador de Mafalda, Suzanita, Manolito... Obrigado pelo trabalho, pelos risos! Ficará sempre na história!"

O senador Rogério Carvalho (PT-SE) também registrou pesar pela morte de Quino. “Triste com a notícia do falecimento do Quino, criador da Mafalda, aquela que nos faz refletir e questionar o mundo em que vivemos. Perdemos Quino, mas sua criação se eterniza”, declarou.

Mafalda

A principal personagem do cartunista, Mafalda, foi criada em 1962, para uma campanha publicitária. Já as tirinhas foram criadas entre 1964 e 1973, e publicadas em mais de 35 idiomas, com grande popularidade. A personagem ganhou espaço nas tiras dos jornais e revistas, e também foi tema de livros e filmes. Mafalda ficou conhecida por suas características peculiares e por questionar e se preocupar com problemas sociais, com observações agudas, ainda que em tom de criança.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
10h48 Comissão do Pantanal: Senadores aprovaram requerimento de audiência pública com Normando Corral, presidente do Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária, e com Sérgio Zen, pesquisador da Universidade de São Paulo.
10h47 Covid-19: Comissão de acompanhamento da pandemia debaterá evolução das vacinas em desenvolvimento e Plano de Operacionalização da Vacinação, elaborado pelo Ministério da Saúde (REQ 72/2020).
Ver todas ›