Cidades inteligentes serão tema de debate na Comissão de Ciência e Tecnologia

Da Redação | 07/08/2019, 13h08

Em reunião extraordinária nesta quarta-feira (7), a Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT) aprovou requerimento do senador Confúcio Moura (MDB-RO) para a promoção de uma audiência pública para discutir a implantação de cidades inteligentes no Brasil e apurar os programas do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) nesse sentido.

O requerimento propõe convites ao diretor do Departamento de Inclusão Digital do MCTIC, Wilson Diniz Wellisch, e ao presidente da Telebras, Waldemar Gonçalves Ortunho Junior. O presidente da Claro Brasil, José Antônio Guaraldi Félix, e o prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior, também deverão ser convidados.

Confúcio justificou sua proposição argumentando que países como a Estônia praticamente aboliram a tramitação de papéis nos serviços públicos e na identificação das pessoas, e os bancos fornecem operações facilitadas através de plataformas eletrônicas.

— Embora o Brasil consuma muita tecnologia, ainda é precário nesse aspecto. Falta jogar esse conhecimento em nível de cidades — opinou.

Radiodifusão

Na abertura da reunião, a CCT aprovou dez projetos de decreto legislativo que autorizam ou renovam permissões para exploração de serviços de radiodifusão.

A comissão adiou a votação de requerimento da senadora Kátia Abreu (PDT-TO) de proposta de plano de trabalho para avaliação das políticas públicas sobre energias renováveis e biocombustíveis.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
18h57 Proibição de corte de luz às sextas-feiras: O Plenário aprovou o substitutivo da Câmara dos Deputados ao Projeto de Lei 669/2019, que proíbe o corte do fornecimento de água ou de energia elétrica às sextas-feiras e vésperas de feriado. A matéria vai a sanção.
17h09 Cargos na Polícia Federal: O Plenário aprovou a Medida Provisória 918/2020, que cria funções comissionadas na Polícia Federal e transforma cargos em comissão. A matéria vai a promulgação.
Ver todas ›