Senado está recuperando documentos do Império

Da Redação | 23/01/2019, 15h04 - ATUALIZADO EM 11/02/2019, 08h21

O Senado vem realizando, nos últimos cinco meses, um trabalho de conservação e recuperação de documentos do Império brasileiro. Para isso, foram contratadas duas especialistas em conservação e restauração da Universidade de Brasília (UnB), por meio de convênio com a Casa. Elas se juntaram à equipe do Senado, composta por dois restauradores e um conservador e por estagiários de arquivologia.

Júnior Grosse, coordenador do trabalho explica que a parte do acervo relativa ao Império corresponde a somente 2% do total do arquivo histórico permanente. De acordo com o servidor, a digitalização já foi iniciada e a intenção é de que o cidadão comum e os pesquisadores tenham acesso a todo o acervo por meio de consulta ao site do Senado.

Ele ressalva, no entanto, que o processo demanda tempo. O trabalho de identificar o estado de conservação dos documentos é feito em três etapas. Ismail de Souza Carvalho Neto, responsável pela tarefa, explica como funciona.

— Primeiro é feito um diagnóstico. Se o documento estiver em bom estado, ele será digitalizado, um trabalho delicado. Não é uma produção rápida.

Ismail explica que a digitalização ainda deve levar cerca de dois anos para ser concluída.

Porém, caso o documento esteja parcialmente danificado, deve ser restaurado.

— Restaura-se o suporte para que esteja em condições de ser manuseado.

Já aqueles documentos cujo estado de conservação for classificado como “frágil” serão separados para tratamento posterior.

— Existe uma cultura equivocada de que a obra de arte deve ser apenas preservada. Com isso se perde dinheiro e a obra de arte. O importante é conservar — afirma Ismail.

Ele conta que o Senado está licitando a compra de equipamentos para montagem de um laboratório, a exemplo do existente na Câmara dos Deputados. O trabalho de conservação, segundo ele, consiste em controlar as condições de temperatura, umidade e luminosidade a que o documento está exposto para que não se deteriore. As condições de armazenamento e manuseio também são importantes para sua conservação.

O trabalho de triagem da documentação está em fase final e deve se encerrar em um mês.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

MAIS NOTÍCIAS SOBRE:
Cultura