Ana Amélia se despede do Senado pedindo estabilidade jurídica no país

Da Redação | 20/12/2018, 14h26 - ATUALIZADO EM 31/01/2019, 18h10

Em pronunciamento no Plenário do Senado, nesta quinta-feira (20), a senadora Ana Amélia (PP-RS) se despediu da Casa alegando que já se encontra em campanha para as eleições de 2022 e destacou a importância de se acabar com a instabilidade jurídica vivida pelo Brasil, fazendo alusão à liminar proferida ontem pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, concedendo liberdade aos presos condenados em segunda instância e que horas depois foi derrubada pelo presidente da corte, Dias Toffoli.

- A Suprema Corte precisa assegurar ao país estabilidade institucional, essa estabilidade da segurança jurídica e nós não estamos vendo isso acontecer na Suprema Corte do nosso país, formada por 11 ministros que precisam pensar nas suas decisões, não nas suas convicções pessoais, mas na leitura e na interpretação da lei como ela é, não como seus desejos - pontuou a parlamentar.

Ana Amélia deixou de disputar uma vaga no Congresso, nas eleições de 2018, para concorrer à Vice-Presidência da República na chapa encabeçada pelo ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.

Ao se despedir, a senadora  ressaltou o aprendizado adquirido durante seu mandato na Casa.

- Nos oito anos de mandato no Senado aprendi mais do que em toda a minha carreira como jornalista de quatro décadas e aprendi mais sobre a natureza humana em cinco campanhas eleitorais do que em toda a minha vida - disse.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)