Comissão analisa projeto para revitalização do Rio Taquari, no Pantanal

Da Redação | 11/09/2018, 14h34 - ATUALIZADO EM 11/09/2018, 14h46

Submetido à Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR), um projeto que estabelece normas para a revitalização da Bacia do Rio Taquari aguarda apresentação de emendas. O autor da proposta (PLS 365/2018), senador Pedro Chaves (PRB-MS), menciona que o assoreamento do Taquari constitui a mais grave ameaça econômica e ambiental ao Pantanal Mato-Grossense.

Entre as diretrizes para revitalização do Rio Taquari e de seus afluentes, Pedro Chaves propõe ações de sustentabilidade e recuperação de áreas protegidas, o uso racional de recursos hídricos, o monitoramento dos índices de poluição e a ampliação dos serviços de saneamento básico.

O senador justifica seu projeto argumentando que a expansão desordenada da atividade agropecuária agravou o processo natural de deposição de sedimentos no Rio Taquari, o que provocou o alagamento permanente de grandes extensões do Pantanal. Segundo ele, também o uso de pesticidas reduziu a atividade pesqueira na região, e faltam orientações de sustentabilidade ao ecoturismo. Pedro Chaves cobrou mais do que “ações periféricas e pontuais” em benefício da Bacia do Taquari.

“Experiências semelhantes têm sido desenvolvidas com algum êxito nessa mesma perspectiva, a exemplo dos Rios São Francisco e Parnaíba, cuja abordagem desde a bacia hidrográfica começa a acenar para resultados favoráveis”, afirma.

Depois da análise pela CDR, o projeto seguirá para a Comissão de Meio Ambiente do Senado em caráter terminativo.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)