Fundo Monetário Internacional cita trabalho da IFI em relatório

Da Redação | 28/08/2018, 17h24 - ATUALIZADO EM 30/08/2018, 12h47

Criada pelo Senado Federal no final de 2016, a Instituição Fiscal Independente (IFI) foi citada pelo segundo ano consecutivo em relatório sobre o Brasil divulgado por uma comissão do Fundo Monetário Internacional (FMI).

Trata-se do relatório final da Missão do Artigo IV, documento que traz um quadro atualizado do desempenho da economia dos países-membros produzido anualmente a partir de visita a ministérios, órgãos e instituições econômicas dessas nações. Pelo segundo ano consecutivo o FMI visita o órgão do Senado e o cita no relatório.

"O orçamento e o cumprimento das regras fiscais são analisados por um conselho fiscal independente (IFI), criado em 2016 e ligado ao Senado. A IFI produz suas próprias projeções macroeconômicas como base para seu cenário fiscal; avalia o cumprimento das metas fiscais; avalia o impacto fiscal de políticas governamentais, incluindo as políticas monetária, creditícia e cambial; e projeta a evolução de indicadores fiscais relevantes para a sustentabilidade de longo prazo. A IFI não faz análises normativas ou recomendações.", diz o relatório, no original em inglês.

Para o diretor-executivo da IFI, Felipe Salto, a menção mostra que foi acertada a criação da instituição em 2016, um dos piores anos para a economia do país.

— Isso mostra que a IFI, instalada em novembro de 2016 no âmbito do Senado Federal, já está sendo vista como agente importante na produção de informações econômicas e fiscais. Para eles, a criação da IFI foi importante porque os organismos multilaterais veem na existência de um órgão independente um avanço importante para ajudar a melhorar a qualidade das informações econômicas e, em última instância, até mesmo a qualidade da política fiscal. É uma contribuição que o Senado conseguiu dar justamente em um dos períodos mais críticos da crise econômica.

Ele explica que o relatório anual traz recomendações e críticas do FMI a cada país visitado, além de registrar avanços ou mudanças significativas que afetem a economia, sobretudo do ponto de vista institucional.

Felipe Salto disse ainda que a IFI vem produzindo informações relevantes que podem ajudar na saída da crise econômica e na criação de políticas para que o Estado brasileiro recupere sua capacidade de ofertar políticas públicas de melhor qualidade e bem financiadas.

A IFI produz mensalmente um Relatório de Acompanhamento Fiscal (RAF), além de notas técnicas e estudos especiais.

A Missão do Artigo IV ou Consulta do Artigo IV é uma das ferramentas que o FMI usa para acompanhar a política econômica de seus 188 países-membros. A avaliação é realizada anualmente para verificar se o país tem suas políticas orientadas para a estabilidade econômica, financeira e de preços, para o crescimento econômico e para uma política cambial sem distorções.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
12h00 Importação de material biológico: Comissão de Educação aprovou Projeto de Lei do Senado 484/2013, que permite a importação de material biológico humano para ensino e pesquisa. A matéria segue para a Comissão de Ciência e Tecnologia.
11h55 Modal ferroviário: CAE aprova exploração indireta pela União do transporte ferroviário em infraestruturas de propriedade privada (PLS 261/2018). Projeto ainda tramitará pelas comissões de Infraestrutura e de Constituição e Justiça.
11h22 Regime próprio: Comissão de Assuntos Econômicos aprova regras gerais para organização dos regimes próprios de previdência (PLS 411/2014). Projeto segue para Comissão de Constituição e Justiça.
Ver todas ›