Vanessa pede CPI para investigar política de preços de combustíveis da Petrobras

Da Redação | 30/05/2018, 11h16 - ATUALIZADO EM 30/05/2018, 11h36

Em discurso nesta quarta-feira (30), a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) informou que a oposição protocolou no Senado pedido de instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a política de formação de preços da Petrobras. Atualmente, o valor de diesel, gás e gasolina consideram a flutuação do valor do barril de petróleo no mercado internacional.

De acordo com a senadora, a CPI teria funcionamento restrito, com vigência de 30 dias, e estudaria como se processa a construção do preço dos combustíveis e do gás de cozinha, além de analisar a política de desinvestimento da estatal, que tem vendido refinarias e diminuído a capacidade de refino do país. Essas medidas, disse Vanessa, abrem caminho para o aumento da importação de diesel pelo mercado brasileiro, hoje equivalente a 25% do total comercializado.

- Vamos abrir a caixa preta e a política de formação de preços. Shell e Ipiranga vão ganhar muito dinheiro com essa política [de subsídio ao diesel] também, pois 25% do óleo diesel comercializado no Brasil são importados. Elas que vão ganhar. O povo terá que pagar com cortes no Orçamento ou outras receitas do governo federal e vão ressarcir as petroleiras estrangeiras – criticou.

Ela fez o alerta de que o governo não está resolvendo o problema do preço da gasolina nem do gás de cozinha, que continuam subindo vertiginosamente, como ressaltou. Vanessa criticou ainda o custo do óleo diesel, com barril cotado a US$ 80, e que hoje tem o litro sendo vendido pelo mesmo valor de 2008, quando o barril custava US$ 140.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)