Aprovada a criação da comenda Luís da Câmara Cascudo, de incentivo à cultura

Carlos Penna Brescianini | 23/05/2018, 20h34 - ATUALIZADO EM 23/05/2018, 20h36

O Senado aprovou nesta quarta-feira (23) a criação da Comenda de Incentivo à cultura Luis da Câmara Cascudo, proposta pela senadora Fátima Bezerra (PT-RN) por meio do projeto de resolução (PRS) 14/2018. A comenda destina-se a agraciar personalidades, instituições e grupos que tenham oferecido contribuições relevantes ao registro e ao fortalecimento da cultura, do folclore e dos saberes tradicionais no Brasil.

O nome da comenda é uma homenagem ao escritor, historiador, professor e jornalista do Rio Grande do Norte, Luís da Câmara Cascudo (1898-1986), considerado um dos mais importantes pesquisadores das manifestações culturais brasileiras.

A Comenda Luís da Câmara Cascudo será conferida pelo Senado anualmente a cinco personalidades, instituições ou grupos, analisados por um conselho composto por um representante de cada um dos partidos políticos com assento no Senado. As indicações deverão ser acompanhadas de  justificativa e de curriculum, podendo ser feitas por qualquer senador.

Pesquisador

Luís da Câmara Cascudo dedicou-se ao estudo da história, da cultura e do folclore brasileiros e publicou inúmeras obras importantes, como o Dicionário do Folclore Brasileiro (1954);Vaqueiros e Cantadores: folclore poético do Sertão de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará (1939); Antologia do Folclore Brasileiro (1943); Geografia dos Mitos Brasileiros (1947), com o qual recebeu o prêmio João Ribeiro, da Academia Brasileira de Letras.

Cascudo é também autor de Os Holandeses no Rio Grande do Norte (1949), História do Rio Grande do Norte (1955), Jangadas: Uma Pesquisa Etnográfica (1957), Rede de Dormir (1959), História da Republica no Rio Grande do Norte (1965), Nomes da Terra (1968), A Vaquejada Nordestina e Suas Origens (1974) e Antologia da Alimentação no Brasil (1977), entre outras obras.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)