Legislativos de Brasil e Marrocos fecham acordo de cooperação

Da Redação | 21/03/2018, 18h12 - ATUALIZADO EM 21/03/2018, 19h29

O presidente do Senado Federal, Eunício Oliveira, e o 1º vice-presidente da Câmara de Conselheiros do Reino do Marrocos, Abdessamad Kayouh, assinaram, nesta quarta-feira (21), um memorando de entendimento para institucionalizar e promover o desenvolvimento de atividades de cooperação entre as duas instituições. A Câmara dos Conselheiros equivale ao Senado brasileiro no Marrocos.

Abdemassad Kayouh afirmou que o acordo demonstra a disposição dos dois países de trabalharem juntos rumo a um destino comum exitoso. Eunício Oliveira elogiou a iniciativa que tem como foco o aprimoramento das relações bilaterais por meio da ação parlamentar e ressaltou a presença do marroquino na conferência que reuniu parlamentares de mais de 20 países, na terça-feira (20), no 8º Fórum Mundial da Água.

O intercâmbio entre os Senado Federal e a Câmara de Conselheiros envolverá, entre as áreas de atuação, legislação e controle; acompanhamento legislativo de matérias importantes para a relação Brasil-Marrocos, em particular as propostas de acordos bilaterais; diplomacia parlamentar e avaliação de políticas públicas, por meio de visitas periódicas.

O memorando também prevê a criação de uma comissão mista de cooperação, composta pelos dois presidentes das Comissões de Relações Exteriores e dos presidentes dos grupos parlamentares de amizade de ambas as Casas para acompanhar e contribuir com a implementação das ações de cooperação.  A previsão é que o grupo se reúna uma vez por ano, alternadamente, no Brasil e no Marrocos.

Ainda participaram da assinatura do documento o presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE), Fernando Collor (PTC-AL); o coordenador do Grupo Parlamentar Brasil-Marrocos, Cristovam Buarque (PPS-DF); e o embaixador do Marrocos no Brasil, Nabil Adghoghi.

Da Assessoria de Imprensa da Presidência do Senado

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)