Senado aprova homenagem a vaqueiro em rodovia no Nordeste

Da Redação | 01/11/2017, 11h34 - ATUALIZADO EM 28/11/2017, 10h33

O Plenário do Senado aprovou, nesta quarta-feira (1º), projeto de autoria do deputado Daniel Almeida (PCdoB-BA) que denomina “Rodovia do Vaqueiro” o trecho da rodovia BR-235 compreendido entre a divisa do estado da Bahia com o de Sergipe, e do estado da Bahia com o Piauí (PLC 73/2016).

Relator do projeto na CE, o senador Roberto Muniz (PP-BA) destaca que a profissão de vaqueiro é exercida nas zonas rurais de quase a totalidade do território brasileiro. "Marcada pela continuidade e pela aspereza", envolve o cuidado de animais do campo como bois, cavalos e ovelhas, bem como a vigilância de pastagens e propriedades rurais.

— Além de ser um importante símbolo da cultura sertaneja, o vaqueiro exerce um papel fundamental na economia rural. O reconhecimento trazido por essa proposta é, portanto, o resgate de uma dívida com esses que exercem a profissão com dedicação, competência, resiliência e afinco — disse.

Muniz também considera a "Rodovia do Vaqueiro" uma "ode à cultura sertaneja e homenagem aos mais de 9 milhões de sertanejos existentes no país". Para ele, a escolha da BR-235 justifica-se por ser esta uma rodovia transversal brasileira que atravessa os estados de Sergipe, Bahia, Pernambuco, Piauí, Maranhão, Tocantins e Pará. No trecho específico de que trata o projeto, a rodovia corta parte da Bahia, considerada pelo senador como "o estado mais sertanejo do país", passando pela cidade de Juazeiro, ao norte.

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) agradeceu a votação do projeto que classificou como 'simbólico', mas que 'é de um simbolismo enorme para o povo nordestino', afirmou a senadora durante a sessão.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)