Arte da Ikebana terá data comemorativa no início da primavera

Da Redação | 30/03/2017, 11h52 - ATUALIZADO EM 30/03/2017, 12h13

A tradicional arte japonesa de fazer arranjos florais vai ganhar uma data comemorativa: o dia 23 de setembro. Foi aprovado pelo Plenário, nesta quinta-feira (30), substitutivo ao Projeto de Lei da Câmara (PLC) 55/2008, que cria o Dia Nacional da Ikebana, com objetivo de difundir e celebrar a cultura dos arranjos florais, como elementos de harmonização e embelezamento dos ambientes e da convivência.

A data escolhida para homenagear a arte é o dia que marca o início da primavera e em que se comemora o Dia da Juventude.

lkebana, que significa Ka-dô, o caminho da flor (Ka = flor; Dô = caminho), teve origem no Japão e traz na arte características naturais da cultura japonesa como a valorização da natureza e o hábito de oferecer flores a Buda. Assim como outras artes tradicionais japonesas, a lkebana é hoje largamente praticada em países com culturas e costumes diversos. No Brasil, existem atualmente 14 escolas filiadas à Associação de lkebana do Brasil.

O texto original, do deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), previa a data comemorativa como Dia Nacional da lkebana-Sanguetsu, um dos estilos da arte, que revitaliza as energias gastas pelos cidadãos para que alcancem paz e equilíbrio.

No Senado, todavia, a ex-senadora Fátima Cleide apresentou substitutivo aprovado na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE), criando o Dia Nacional da Ikebana, ampliando a homenagem a toda a arte de harmonização por meio dos arranjos florais. Em decorrência da alteração, o projeto ainda terá de passar por turno suplementar de votação no Plenário para depois seguir para sanção presidencial. 

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)