Instituição Fiscal Independente inicia parceria com OCDE

Da Redação | 16/02/2017, 15h07 - ATUALIZADO EM 16/02/2017, 17h22

Representantes da IFI — Instituição Fiscal Independente — realizaram nesta manhã (16/02) uma reunião de trabalho com o economista Luiz de Mello, Diretor-Adjunto de Governança Pública e Desenvolvimento Regional da OCDE — Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico. O Diretor-Executivo da IFI, Felipe Salto, apresentou os objetivos da nova instituição criada ao final do ano passado e firmou uma parceria para realização de eventos no Senado sobre os temas econômicos e fiscais com participação de membros das IFIs ao redor do mundo.

Na ocasião, Felipe Salto e a equipe técnica da IFI discutiram os cenários econômicos apresentados no primeiro Relatório de Acompanhamento Fiscal (RAF), publicado no último dia 2 (veja aqui) e divulgado em coletiva à imprensa. Um exemplar do trabalho foi entregue ao representante da OCDE, que avaliou como “muito positiva” a primeira publicação do novo órgão do Senado.

Também discutiu-se o reequilíbrio das contas públicas, no Brasil, que dependerá da observação das novas regras fiscais, como a chamada regra do teto de gastos (Emenda Constitucional nº 95), mas também da recuperação do PIB. Luiz de Mello discutiu com a equipe da IFI temas relacionados a este assunto: projeções para as receitas do governo, evolução do endividamento público brasileiro e recuperação da economia.

Os participantes concordaram que é essencial que a IFI — cujo objetivo é ampliar a transparência nas contas do governo, propondo estudos, pareceres e notas técnicas — procure essa inserção internacional desde o seu início. As possibilidades de parceria com a OCDE são promissoras, nesse sentido, e contribuirão para ampliar ainda mais o papel deste novo órgão na tarefa de trazer clareza para as contas públicas.

Da Assessoria da Instituição Fiscal Independente

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)