Diretor-executivo da Instituição Fiscal Independente toma posse

Da Redação | 30/11/2016, 13h33 - ATUALIZADO EM 09/12/2016, 18h33

Selo_Agenda_BrasilO diretor-executivo da Instituição Fiscal Independente (IFI), Felipe Scudeler Salto, tomou posse na tarde desta quarta-feira (30) no Salão Nobre. O economista ficará por quatro anos à frente do órgão, criado recentemente para acompanhar as atividades fiscais e orçamentárias do país.

O nome de Felipe Salto para ocupar o cargo foi aprovado pelo Plenário do Senado na terça-feira (29).

Salto afirmou que a IFI atuará de forma independente e com alto grau de tecnicismo, a partir da produção de conteúdo e de análises isentas.

— Só o acesso a informações de qualidade pode evitar aventuras como a contabilidade criativa — advertiu.

O diretor-executivo defendeu o ajuste fiscal, a proposta de emenda à Constituição (PEC 55/2016) que limita os gastos públicos, e a necessidade de se mostrar à população que não se pode gastar mais do que se arrecada.

O presidente do Senado, Renan Calheiros, garantiu que a IFI será uma "instituição sólida e protegida de qualquer tipo de pressão".

O senador postulou a necessidade de reequilíbrio das contas públicas e observou que defende ajuda financeira aos estados com dificuldades econômicas, mas desde que haja contrapartidas, como o compromisso com a austeridade fiscal.

Também participaram da solenidade de posse a senadora Lúcia Vânia (PSB-GO) e os senadores Eunício Oliveira (PMDB-CE), Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE), Jorge Viana (PT-AC), José Aníbal (PSDB-SP) e Romero Jucá (PMDB-RR).

Vigilância

A Instituição Fiscal foi criada pela Resolução 42/2016. A iniciativa integra a Agenda Brasil, conjunto de propostas apresentadas pelo Senado para ajudar o país a sair da crise econômica.

A IFI será dirigida por um Conselho Diretor composto de três integrantes: um diretor-executivo indicado pelo presidente do Senado e dois diretores indicados, respectivamente, pelas Comissões de Assuntos Econômicos (CAE) e de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA) do Senado.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)