Jovem estudante gasta primeiro salário na Livraria do Senado

Da Redação | 27/04/2015, 19h21 - ATUALIZADO EM 27/04/2015, 19h29

Ele tem 23 anos e estuda Ciência Política na Universidade de Brasília (UnB). Recentemente arrumou um estágio e gastou todo o primeiro salário – R$ 1.040,00 -  na compra de 47 livros da Livraria do Senado. O que levou Victor Dittz a isso? Ele responde que se prepara para ser um formador de opinião e, para isso, precisa se informar.

— Eu acho que ler é uma das formas mais eficientes de se obter conhecimento disse.

Dittz tomou conhecimento dos livros na loja virtual - http://livraria.senado.gov.br - e foi atraído pela quantidade de títulos disponíveis que encontrou. Além disso, recebeu da mãe o conselho de gastar dinheiro com o que é “realmente importante".

As obras têm uma edição impecável, com acesso a documentos e dados, que só uma instituição como Senado tem com facilidade e de forma tão completa afirmou.

O estudante comprou esses livros há pouco menos de um mês e já leu pelo menos três deles para trabalhos e provas da universidade. Confessa, porém, ter um favorito: Conselho aos governantes. A obra é uma coletânea de vários pensadores focados na arte de governar, na política e no conflito de poder.

É um livro e tanto. Acho que todo o mundo que gostaria de formar opinião e entender como o processo político funciona, deveria ter ele em casa recomendou Victor.

A coordenadora das Edições Técnicas do Senado, Ana Maria de Lucena Rodrigues, revelou que muitos estudantes adquirem livros editados pelo Senado. No entanto, para ela foi uma surpresa encontrar alguém tão jovem e tão interessado por esse tipo de assunto.

Nós realmente ficamos espantados com a quantidade de livros que ele comprou e principalmente por saber que era o primeiro salário dele, disse Ana de Lucena, acrescentando que a Livraria do Senado vendeu ano passado em torno de 25 mil livros.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

MAIS NOTÍCIAS SOBRE: