José Nery lamenta a morte de Mestre Verequete, o 'Rei do Carimbó'

Da Redação | 03/11/2009, 20h44

Augusto Gomes Rodrigues era seu nome de batismo, mas ele ganhou fama e respeito com o apelido de Mestre Verequete. Considerado "O Rei do Carimbó", Verequete morreu na tarde desta terça-feira (3), aos 93 anos, após seis dias de internação devido a um quadro de pneumonia e infecção respiratória. O senador José Nery (PSOL-PA) apresentou voto de pesar pelo falecimento dele, que era considerado um dos principais artistas populares do Pará.

Mestre Verequete nasceu no município de Quatipuru, na região bragantina, no nordeste do Pará. "Rei dos Tambores", era um ícone da cultura regional. Ao longo da carreira, gravou dez LPs e quatro CDs. Sua história foi contada no filme Chama Verequete. A produção foi a vencedora do Kikito, na categoria curta-metragem, no Festival de Gramado. O governo federal concedeu-lhe o título de Comendador da República.

No momento em que o Mestre Verequete falece, uma bonita homenagem por sua luta e dedicação seria o Ministério da Cultura acatar a campanha que vários artistas do Pará desenvolvem, no sentido de transformar o carimbó em patrimônio imaterial da cultura brasileira - sugeriu José Nery.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

MAIS NOTÍCIAS SOBRE: