Idosos poderão ter atendimento prioritário em hospitais

Da Redação | 29/11/2005, 23h00

A Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) aprovou, em turno suplementar, na manhã desta quarta-feira (30), projeto do senador Paulo Paim (PT-RS) para garantir prioridade aos idosos e portadores de deficiência no atendimento em hospitais. As gestantes, lactantes e pessoas acompanhadas de crianças de colo também terão direito à prioridade.

Para estender esse atendimento a todos as instituições de saúde, inclusive clínicas de exames ambulatoriais, a proposta (PLS 181/03) foi aprovada na forma do substitutivo do relator Flexa Ribeiro (PSDB-PA). O projeto ampliou a abrangência da lei 10.048/00, que criou essa prioridade em repartições públicas, empresas concessionárias e instituições financeiras.

Paim afirmou, na justificativa, que é notório que as pessoas idosas são desrespeitadas cada vez mais e passam por situações constrangedoras quando vão aos hospitais.Na mesma reunião foi aprovado requerimento, também do senador Paim, para a realização de audiência pública no dia 14 de dezembro, no sentido de debater as demarcações das terras indígenas Krahô/Kanela.

DROGAS

O presidente da CDH, senador Cristovam Buarque (PDT-DF), anunciou que irá propor ao presidente do Senado, Renan Calheiros, a criação de uma comissão especial para debater a assistência aos usuários de drogas.Proposto pelo senador Paim, com apoio dos senadores Romeu Tuma (PFL-SP) e Reginaldo Duarte (PSDB-CE), esse debate deverá incluir, segundo Cristovam, mais três comissões: Assuntos Sociais; Constituição, Justiça e Cidadania; e Educação.

Cristovam Buarque disse que grande parte das famílias brasileiras enfrentam o problema sem o devido e necessário apoio da rede de saúde pública. Paim argumentou que o efeito das drogas na população brasileira, especialmente na juventude, é uma ameaça à saúde e ao bem-estar da sociedade brasileira.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

MAIS NOTÍCIAS SOBRE: