Profissão de salva-vidas pode ser regulamentada

13/09/2018, 15h03 - ATUALIZADO EM 13/09/2018, 15h31

Está na pauta da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo do Senado (CDR) duas propostas que regulamentam a atividade de salva-vidas (PLC 66/2011 e PLC 42/2013). Os textos reconhecem quem já atua na atividade, mas exige algumas condições como ensino médio e curso específico para quem desejar ingressar na profissão. Relatora, a senadora Lídice da Mata (PSB-BA) apoia a regulamentação da profissão e lembra também que os afogamentos causam grandes traumas familiares e altos custos econômicos para o país.

Ouça mais detalhes no áudio do repórter da Rádio Senado, Floriano Filho.



Opções: Download