Senador defende reedição da MP sobre investimentos em rodovias privatizadas

26/02/2018, 19h18 - ATUALIZADO EM 26/02/2018, 19h22

A Medida Provisória 800/2017, que autorizava a Agência Nacional de Transporte Terrestres a renegociar com as concessionárias de rodovias federais os prazos para investimentos previstos nos contratos, perdeu a vigência nesta segunda-feira (26). O senador Cidinho Santos (PR-MT), que presidiu a comissão que analisou a medida, explicou que, como a proposta não foi votada a tempo no Congresso Nacional, poderá haver atrasos de três a quatro anos em obras e melhorias nas estradas. O senador esclareceu ainda que muitas concessionárias não conseguiram honrar os acordos por causa das crises política e econômica. Cidinho Santos espera que o governo federal reedite a medida provisória. As informações são da repórter Larissa Bortoni, da Rádio Senado.



Opções: Download