Cristovam diz que é preciso promover a cultura da tolerância para barrar terrorismo

12/09/2016, 10h20 - ATUALIZADO EM 12/09/2016, 15h23

O dia 11 de setembro marcou os 15 anos de um dos mais chocantes episódios da história: os ataques terroristas que derrubaram as torres gêmeas do edifício World Trade Center, em Nova York (EUA). Para o senador Cristovam Buarque (PPS–DF), os atentados terroristas continuam porque as causas que levam a esse tipo de ação permanecem latentes e ameaçam qualquer pessoa em qualquer lugar. Ele cita como causas principais as políticas preconceituosas contra o mundo islâmico e a tentativa de destruir a cultura islâmica pela globalização muito rápida. O senador defende a promoção, por meio da educação, da cultura da tolerância para tornar possível a convivência dos povos na diversidade. Cristovam conversou sobre o assunto com o jornalista Jeziel Carvalho, da Rádio Senado.



Opções: Download