Grupo Parlamentar Brasil-Marrocos elege comissão executiva

Da Redação | 09/08/2017, 16h52 - ATUALIZADO EM 10/08/2017, 12h48

Foi instalado nesta quarta-feira (9) o Grupo Parlamentar Brasil-Marrocos. O senador Cristovam Buarque (PPS-DF) foi eleito para o cargo de presidente executivo. O grupo também aprovou o estatuto que servirá de base para a condução dos trabalhos do colegiado.

A comissão executiva será composta pela senadora Ana Amélia (PP-RS) e o senador Jorge Viana (PT-AC), que ocupam os cargos de vice-presidentes. Para secretários do grupo foram eleitos os senadores Antonio Anastasia (PSDB-MG), Armando Monteiro (PTB-PE) e José Agripino (DEM-RN).

O presidente do Senado Federal, Eunício Oliveira, ocupa o cargo de presidente de honra do grupo de amizade entre as duas nações. Pelo estatuto aprovado, os membros da comissão executiva eleita serão considerados como membros fundadores do grupo.

Cristovam Buarque classificou a atuação de grupos parlamentares que unem o Brasil a outros países como necessária em um mundo globalizado. Ele lembrou a relação de proximidade que tem com o Reino do Marrocos.

— O mundo ficou global e na globalização uma das coisas que resistem a se globalizarem é o Parlamento. Mas, cada vez mais, vamos ter que abrir nossas relações e os nossos contatos. Por isso, sou um entusiasta dos grupos parlamentares — disse Cristovam.

O embaixador marroquino Nabil Adghoghi, que compôs a mesa diretora da sessão, destacou as opiniões políticas afins dos dois países. Ele citou o compartilhamento de valores de democracia e de direitos humanos e abordou a relação entre as duas nações.

— A nova dinâmica entre Brasil e Marrocos requer o fortalecimento dos laços entre as instituições legislativas dos dois países. O intuito é que os parlamentos [brasileiro e marroquino] se apropriem cada vez mais de uma agenda bilateral para impulsionar e incentivar os atores institucionais, do governo e os privados, dos dois lados, para se aproximarem ainda mais e assim concretizarem ações inovadoras — declarou.

O embaixador também citou intenções futuras para a relação entre Brasil e Marrocos, como a realização de acordos com o Mercosul e demais negociações técnicas, parcerias, intercâmbios comerciais e redes de cooperação universitária e de pesquisa científica.

A reunião foi conduzida pelo senador Fernando Collor (PTC-AL), presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE). Ele informou que o grupo é de livre adesão e para se tornar membro o senador interessado deve solicitar à Secretaria Geral da Mesa. Além dos parlamentares eleitos para a comissão executiva, farão parte do grupo os senadores Ataídes Oliveira (PSDB-TO), Roberto Requião (PMDB-PR), Acir Gurgacz (PTD-RO) e Wilder Morais (PP-GO).

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)