Oficinas do Interlegis capacitam servidores de câmaras municipais para modernizar processo legislativo

Da Redação | 30/06/2017, 20h38 - ATUALIZADO EM 30/06/2017, 20h43

Oferecidas regularmente pelo Interlegis, as oficinas voltadas para a capacitação e treinamento para servidores das câmaras municipais têm alcançado grande procura. Nesta sexta-feira (30), uma turma de 40 alunos recebeu do coordenador-geral do ILB/Interlegis, Paulo Viegas, os certificados de conclusão do treinamento realizado durante a semana. O curso, que inicialmente seria voltado para as câmaras do Entorno de Brasília, ganhou uma dimensão maior, recebendo servidores de todas as regiões do país.

Uma das ferramentas apresentadas aos alunos foi o Sistema de Apoio ao Processo Legislativo (SAPL), que informatiza todo o processo interno das casas legislativas, incluindo sessões, tramitação de propostas, comissões, mesa diretora, entre outras funcionalidades. Gratuito, o SAPL pode ajudar as câmaras municipais a se modernizarem, atendendo a cobrança da sociedade por mais transparência.

Outra importante ferramenta fornecida no curso, o Portal Modelo é o site desenvolvido especialmente para as casas legislativas. As oficinas foram ministradas pelos técnicos do Programa Interlegis Rodrigo Luz e Adalberto Oliveira, com o apoio de diversos outros colegas da área de TI do ILB/Interlegis. Os interessados nas oficinas podem entrar em contato com o Interlegis pelo site da instituição.

— A gente estava vislumbrando a possibilidade de comprar um sistema pago. Só que, como surgiu essa possibilidade do SAPL, que é um sistema inteligente e sem nenhum custo, a gente optou por isso, porque, além de ser gratuito, ele é muito acessível, muito fácil de trabalhar, é muito flexível e se adapta às peculiaridades de cada câmara” – disse Gean Gerônimo Dranka, servidor da câmara municipal de Pato Branco (PR).

A câmara de Rio Largo, em Alagoas, já tinha o sistema. Mas a assessora de comunicação Viviane Lívia Dantas explica que pela primeira vez foi possível a participação de um grupo na oficina do Interlegis.

— A intenção é modernizar a câmara, levar todos esses recursos para a população, para que as pessoas tenham acesso à informação, tenham contato com o processo legislativo (...).O SAPL, nós conhecíamos de longe, mas não a fundo como o sistema funcionava – disse a servidora.

Milton Rafael, da câmara municipal de Arapongas (PR), informou que no próximo semestre todo o processo legislativo local passará a funcinonar pelo sistema apresentado na oficina. Ele esteve acompanhado do colega Paulo Rogério di Ginnário.

— O SAPL agiliza o processo para a Câmara e traz mais transparência para a população, facilitando o acompanhamento do trabalho legislativo — afirmou Paulo Rogério.

Para a servidora Adriana Chaves, da câmara de Piraí (RJ), que já participou dos encontros anuais do Grupo Interlegis de Tecnologia, participou da oficina com outros dois servidores.

— Eles são novos e precisam se capacitar. A importância desses sistemas é, além do custo zero, a transparência que proporciona para os trabalhos da câmara. E a gente estar aqui no próprio Interlegis foi muito importante porque a gente teve a cooperação dos próprios desenvolvedores do sistema, e isso acrescenta muito ao curso. A gente torce para que esse projeto nunca acabe. As casas legislativas agradecem. — afirmou, lembrando que as ferramentas do Interlegis proporcionam economia para as câmaras municipais.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)