Renan pede a Eunício que receba centrais sindicais

Da Redação | 17/05/2017, 20h46 - ATUALIZADO EM 17/05/2017, 21h01

O líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL), fez um apelo ao presidente da Casa, Eunício Oliveira, nesta quarta-feira (17) para que se reúna com as centrais sindicais para discutir pontos da reforma trabalhista em tramitação no Senado (PLC 38/2017). E afirmou que é responsabilidade do Senado fazer na matéria as alterações que forem necessárias.

Renan considerou um “avanço” a possibilidade de o presidente Michel Temer editar uma medida provisória acertando os pontos com divergência na proposta. Mas ressaltou que o papel do Senado Federal é tornar essa medida provisória “desnecessária”.

— É papel, sim, do Legislativo, fazer o aprimoramento das leis, sobretudo no bicameralismo. Como pode a Câmara dos Deputados, ou mesmo o Senado Federal, presunçosamente, votar uma matéria e não querer que essa matéria seja aprimorada e modificada na outra Casa? — questionou.

O líder do PMDB disse não estar falando pela bancada, que ainda não se posicionou sobre o assunto, mas ressaltou que a reforma trabalhista enviada pelo governo ao Congresso trazia sete pontos, mas, na Câmara dos Deputados, ganhou outros 110.

— Por isso, eu queria pedir a Vossa Excelência que marcasse um encontro com as centrais para que pontualmente nós possamos conversar com as centrais e com outros segmentos representativos também sobre a essência das modificações que nós vamos ter que fazer e até sobre um cronograma, que seja um cronograma que possa ser colocado tanto no calendário da Câmara dos Deputados quanto no calendário do Senado Federal — afirmou.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)