Conversas entre senadores e indicados ao Supremo são normais, diz José Medeiros

Da Redação e Da Rádio Senado | 16/02/2017, 18h04 - ATUALIZADO EM 16/02/2017, 20h13

O encontro entre parlamentares e o ministro licenciado da Justiça, Alexandre de Moraes, indicado para o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal, foi classificado como normal pelo senador José Medeiros (PSD-MT). Ele se defendeu nesta quinta-feira (16) de críticas publicadas pela imprensa à conversa que manteve com Moraes, junto com outros senadores, num barco do senador Wilder Morais (PP-GO), no Lago Paranoá, em Brasília.

José Medeiros disse ser comum esse tipo de encontro entre indicados a algum cargo e autoridades que tenham o dever constitucional de analisar tal indicação. O objetivo seria o de ouvir o indicado sobre diversos temas. Todos os indicados ao Supremo costumam conversar com cada senador, explicou Medeiros.

— Isso não significa que quem jantou com o ministro vá votar no ministro. O voto é secreto e cada um vai ter a sua convicção a partir da sabatina que vai haver. De lá para cá, o ministro já se reuniu com a bancada do PMDB, e eu não vi nenhuma nota desabonadora. Já se reuniu com outros. Então, por vezes, a maldade das pessoas na hora de escrever, com o intuito de ganhar mais leitores, acaba denegrindo a imagem das pessoas — afirmou José Medeiros.

O senador lembrou ainda que nesta quinta é comemorado o "Dia do Repórter".

— Hoje é Dia do Repórter, e aproveito para parabenizá-los. Mas, às vezes, o repórter também tem um poder devastador. O mesmo poder que cria lendas, que cria personalidades, por vezes, destrói vidas.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

MAIS NOTÍCIAS SOBRE:
Pronunciamento PSD Senador José Medeiros