Telmário Mota comemora energia limpa em terras indígenas

Da Redação e Da Rádio Senado | 18/02/2016, 14h51 - ATUALIZADO EM 18/02/2016, 15h53

O senador Telmário Mota (PDT-RR) comemorou a decisão do Ministério de Minas e Energia de apoiar projeto de geração de energia eólica, solar e térmica na comunidade indígena de Maturuca, no município de Uiramutã, em Roraima.

De acordo com o senador, a iniciativa não teria saído do papel se os integrantes da comunidade de Maturuca e Pedra Branca não tivessem apoiando a iniciativa. Ele lembrou que as comunidades indígenas, normalmente, são contrárias a esse tipo de medida por acreditarem que gera prejuízos aos índios.

Segundo Telmário, o projeto nasceu de uma parceria do Instituto Socioambiental (ISA) e da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e será importante para Roraima, que passa por um período de crise energética.

— E nós vamos ter pioneiramente a primeira energia eólica, solar na Região Norte e a primeira em comunidades indígenas. Com isso, nós estamos abrindo uma porteira imensa.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
23h49 Impeachment: "A conjuntura política agravou o processo econômico", disse Dilma Rousseff. Ela reafirmou que não cometeu crime de responsabilidade e por isso o impeachment será um ferimento "muito difícil de ser curado". Foi encerrada a sessão.
23h43 Impeachment: O advogado de defesa, José Eduardo Cardozo, preferiu não fazer perguntas. A presidente afastada Dilma Rousseff agora apresenta suas considerações finais.
23h35 Impeachment: À advogada de acusação, Janaína Paschoal, a presidente afastada nega que a crise econômica tenha começado em 2014. Segundo Dilma Rousseff, apenas intensificou-se de forma abrupta. Ela atribui a piora da crise à politização.
Ver todas ›