Lista oficial de Heróis da Pátria pode aumentar

Moisés de Oliveira Nazário | 22/03/2013, 14h30 - ATUALIZADO EM 02/03/2015, 13h50

Dez grandes páginas de aço, além de várias outras a serem ainda preenchidas, formam o “Livro dos Heróis e das heroínas da Pátria”, guardado no Panteão da Pátria Tancredo Neves, na Praça dos Três Poderes em Brasília. Quarenta brasileiros já tiveram seus nomes inscritos no livro.

É variado o conjunto de personalidades que integram o livro de aço, mas há destaque para os líderes militares. Entre os homenageados, há apenas duas mulheres: Anna Nery e Anita Garibaldi. Inscrito em 1989, Tiradentes abre a relação dos heróis. Também consta do livro, sem a indicação individualizada dos nomes, um tributo aos seringueiros recrutados para trabalhar na coleta de látex durante a Segunda Guerra Mundial, os Soldados da Borracha.

Para que um novo nome seja incluído no Livro dos Heróis da Pátria, o Senado e a Câmara dos Deputados precisam aprovar uma lei. A última nova inscrição foi feita em 2012, com os líderes da revolta dos colonos brasileiros contra a invasão holandesa no Nordeste, no século 17.

Vários projetos tramitam nas duas Casas do Congresso Nacional para acrescentar heróis e heroínas ao livro. No Senado, aguardam decisão os projetos que homenageiam o General Joaquim Xavier Curado (PLC 124/2007), Bárbara Pereira de Alencar (PLC 75/2012), Joaquim Nabuco (PLS 383/2012), Sóror Joana Angélica de Jesus (PLS 102/2011 e PLS 535/2011), Maria Quitéria, Maria Felipa e João das Botas (PLS 535/2011) e Ajuricaba (PLS 202/2010).

Já na Câmara tramitam mais projetos. Eles incluem os nomes de Chico Xavier (PL 4543/2012), Carlos Marighela (PL 2857/2011 e PL 1771/2011), Francisco José do Nascimento (PL 4203/2012), Cacique Serigy  (PL 3724/2012), Chefe Tupiniquim Tibiriçá, o Chefe Temiminó Araribóia e o Potiguar Poti  (PL 3716/2012), Djalma Maranhão (PL 3705/2012), João Pedro Teixeira (3700/2012), Clara Felipa Camarão (PL 3684/2012), Jovita Alves Feitosa (3683/2012), Aracy de Carvalho Guimarães Rosa (PL 3435/2012), Luiz Carlos Prestes (PL 1771/2011), João Goulart e Leonel Brizola (PL 1642/2011), Maestro Antônio Carlos Gomes (PL 1549/2011), Rubens Beyrodt Paiva (PL 630/2011), Machado de Assis (PL 6623/2009), Senador Pinheiro Machado (PL 6541/2009), Rui Barbosa (PL 5942/2009) e Marechal Cândido Rondon (PL 1834/2007).

Veja a seguir os nomes que estão inscritos no Livro dos Heróis e das Heroínas da Pátria, na ordem em que foram incluídos:

  • - Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes
  • - Zumbi dos Palmares, líder quilombola
  • - Marechal Deodoro da Fonseca, primeiro presidente do Brasil
  • - Dom Pedro I, imperador
  • - Duque de Caxias, comandante da Guerra do Paraguai
  • - José Plácido de Castro, líder da Revolução Acreana
  • - Marquês de Tamandaré, patrono da Marinha do Brasil
  • - Almirante Francisco Manoel Barroso da Silva, herói da Batalha do Riachuelo
  • - Alberto Santos Dumont, Pai da Aviação
  • - José Bonifácio de Andrada, Patrono da Independência
  • - Chico Mendes, ambientalista
  • - Joaquim da Silva Rabelo, o Frei Caneca, um dos líderes da Revolução Pernambucana de 1817
  • - Marechal Osório, herói da Guerra do Paraguai
  • - Ildefonso Pereira Correia, o Barão do Serro Azul, herói da Revolução Federalista
  • - Brigadeiro Antônio Sampaio, herói da Guerra do Paraguai
  • - Sepé Tiaraju, líder indígena nas Guerras Guaraníticas
  • - Anna Nery, enfermeira que atuou na Guerra do Paraguai
  • - Hipólito José da Costa, Patrono da Imprensa, fundou o primeiro jornal brasileiro
  • - Padre José de Anchieta, jesuíta que iniciou a catequização dos índios brasileiros
  • - Getúlio Vargas, presidente do Brasil
  • - João de Deus do Nascimento, Lucas Dantas de Amorim Torres, Manuel Faustino Santos Lira e Luís Gonzaga das Virges e Veiga, heróis da Revolta dos Búzios (ou Conjuração Baiana)
  • - Mário Martins de Almeida, Euclydes Bueno Miragaia, Dráusio Marcondes de Souza e Antônio Américo de Camargo Andrade, heróis paulistas da Revolução Constitucionalista de 1932
  • - Heitor Villa-Lobos, maestro e compositor
  • - Júlio César Ribeiro de Souza, pioneiro da dirigibilidade aérea
  • - Seringueiros Soldados da Borracha
  • - Domingos Martins, herói da Revolução Pernambucana de 1817
  • - Barão do Rio Branco, diplomata
  • - Padre Roberto Landell de Moura, pioneiro da radiotransmissão
  • - Anita Garibaldi, heroína da Guerra dos Farrapos
  • - Francisco Barreto de Menezes, João Fernandes Vieira, André Vidal de Negreiros, Henrique Dias, Antônio Filipe Camarão e Antônio Dias Cardoso, líderes da Insurreição Pernambucana de 1624-1654.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

MAIS NOTÍCIAS SOBRE: