Proposta de inspeção sanitária por agente privado é analisada em estudo da Consultoria

29/03/2017, 10h05 - ATUALIZADO EM 29/03/2017, 16h46

A Consultoria Legislativa do Senado publicou um estudo sobre projetos em discussão no Senado que procuram aprimorar os setores de defesa agropecuária e de inspeção de produtos de origem animal. De autoria do consultor Eduardo Simão Vieira, da área de Economia e Agricultura, o estudo também analisa as repercussões da Operação Carne Fraca, deflagrada pela Polícia Federal para investigar denúncias de pagamento de propina a fiscais que faziam inspeção em frigoríficos. Em entrevista nesta quarta-feira (29) à Rádio Senado, Vieira destacou que a política de defesa agropecuária foi avaliada em 2015 pela Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA). A partir dessa iniciativa, surgiram projetos como o PLS 326/2016, do senador Dário Berger (PMDB-SC), estabelecendo que a fiscalização sanitária seja feita por meio de dois instrumentos: a auditoria, exercida pelo Poder Público, e a inspeção, que poderia ser executada por uma entidade privada. Ouça a entrevista ao jornalista Adriano Faria:



Opções: Download


Senado Agora
12h11 Jungmann: A pedido de Sergio Petecão (PSD-AC) e fruto de acordo com a presidência da CDH, foi transformada em convite a convocação do ministro da Defesa, Raul Jungmann, para abordar declarações do general Antonio Mourão.
11h56 Convocação de ministro: A pedido de Randolfe Rodrigues (Rede-AP), CDH aprova a convocação do ministro da Defesa, Raul Jungmann, em virtude de declarações do secretário de Economia do Exército, Antonio Mourão, a favor de uma intervenção militar.
11h48 Funk: CDH aprova relatório de Romário (Pode-RJ) pela rejeição da SUG 17/2017, que objetivava criminalizar o funk como crime de saúde pública contra crianças, adolescentes e a família. Com a decisão, a sugestão não tramita mais na Casa.
Ver todas ›