Educação

Flávio Arns defende Fundeb permanente

02:03Flávio Arns defende Fundeb permanente

Transcrição LOC: PARA CONTINUAR EM VIGOR, NOVO FUNDO DA EDUCAÇÃO BÁSICA PRECISA SER APROVADO ATÉ DEZEMBRO DESTE ANO. LOC: VICE-PRESIDENTE DA COMISSÃO DE EDUCAÇÃO DO SENADO DIZ QUE FUNDEB É FUNDAMENTAL E DEVE SER TRANSFORMADO EM POLÍTICA PERMANENTE. AS INFORMAÇÕES COM O REPÓRTER PEDRO PINCER: TÉC: O Fundeb, Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, foi instituído em 2007 e expira em dezembro deste ano. Em 2019, o fundo financiou 65% das escolas públicas do Brasil – estados e municípios investiram mais de 150 bilhões de reais e a União cerca de 15 bilhões de reais. Para o vice-presidente da Comissão de Educação do Senado, Flávio Arns, da Rede Sustentabilidade do Paraná, a iniciativa precisa se tornar permanente. O senador ressaltou que os recursos do Fundeb financiam desde as creches, pré-escola, ensino fundamental, ensino médio, educação profissional, educação de jovens e adultos até a educação de pessoa com deficiência, indígenas e quilombolas. A valorização dos profissionais da educação também depende do fundo. (Flávio Arns) Nós queremos que o novo Fundeb fique permanente, tenha mais recursos particularmente da União. E também que os critérios de distribuição sejam mais justos. O Fundeb é essencial para a população, vimos isso na atual pandemia e o pós pandemia tem que contar com o instrumento forte da população. (Rep) Arns pediu que o Senado e a Câmara atuem de forma conjunta e que o governo federal se empenhe mais para garantir a continuidade do fundo (Fláviio Arns) Então vamos juntos nessa caminhada de valorização da educação básica e de valorização daqueles que fazem a educação, dos profissionais da educação. Juntos, nós podemos construir um Brasil melhor. (REP): Em 2019, o valor mínimo por aluno no Fundeb foi de pouco mais de três mil reais. Esse foi o menor valor distribuído por estudante para os estados e municípios brasileiros, sendo definido por Portaria Interministerial dos ministérios da Educação e da Economia. Da Rádio Senado, Pedro Pincer.

O Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica foi instituído em 2007 e expira em dezembro de 2020. Em 2019, o fundo financiou 65% das escolas públicas do Brasil – estados e municípios investiram mais de R$ 150 bilhões e a União cerca de R$ 15 bilhões. Para o vice-presidente da Comissão de Educação do Senado, Flávio Arns (Rede-PR), a iniciativa precisa se tornar permanente A reportagem é de Pedro Pincer, da Rádio Senado.


PEC 15/2015

TÓPICOS:
Desenvolvimento  Economia  Educação  Ensino Médio  Escolas  Estados  Indígenas  Municípios  pandemia  Paraná  Podemos  Política  PR  Quilombolas  Rede  Rede Sustentabilidade  Senador Flávio Arns  Sustentabilidade  União 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo