Segurança nas eleições será feita por Polícia Federal e Força Nacional

LOC: A SEGURANÇA NAS ELEIÇÕES DESTE DOMINGO SERÁ FEITA POR 7 MIL POLICIAIS FEDERAIS E OUTROS 711 HOMENS DA FORÇA NACIONAL DE SEGURANÇA, QUE ATUARÃO, PELA PRIMEIRA VEZ, EM 247 CIDADES DE 12 ESTADOS. LOC: A PEDIDO DOS GOVERNOS LOCAIS HAVERÁ REFORÇO NO DISTRITO FEDERAL, ALAGOAS, RIO GRANDE DO NORTE, PARÁ E AMAZONAS. O ministro da Justiça, Luiz Paulo Barreto, anunciou nesta sexta-feira que sete mil policiais federais atuarão em todo o Brasil para garantir a segurança no primeiro turno das eleições. Segundo ele, solicitaram reforço do Governo Federal no policiamento os estados de Alagoas, Amazonas, Pará, Rio Grande do Norte e o Distrito Federal. Pela primeira vez, parte do contingente da Força Nacional de Segurança Pública foi deslocada pelo Ministério da Justiça para prestar apoio aos policiais federais, como explica o ministro Luiz Paulo Barreto. (LuizPauloBarreto): "A Força Nacional, por meio de 711 integrantes, atuará em apoio à Polícia Federal. Apoio logístico nessa atuação que a Polícia Federal tem de atuar nas eleições como polícia judiciária, como auxiliar da Justiça Eleitoral, garantindo que no Brasil nós tenhamos uma festa democrática, com segurança à população e evitando-se qualquer tipo de crime ou fraude que se possa praticar durante a eleição." (ROGERIO): Duzentos e quarenta e sete municípios terão um policiamento mais específico e equipes volantes da Polícia Federal também atuarão prevenindo os crimes de boca de urna, de compra de votos e de transporte ilegal de eleitores. Além das cinco unidades federativas que recorreram ao governo federal, oito estados pediram auxílio da Força Nacional de Segurança Pública diretamente à Justiça Eleitoral, são eles: Rondônia, Mato Grosso, Maranhão, Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Acre, e Roraima.
01/10/2010, 06h08 - ATUALIZADO EM 01/10/2010, 06h08
Duração de áudio: 01:22
Ao vivo
00:0000:00