Pandemia

Mulheres terão prioridade no recebimento do auxílio emergencial para dependentes

01:32Mulheres terão prioridade no recebimento do auxílio emergencial para dependentes

Transcrição LOC: MULHERES COM FILHOS DE GUARDA COMPARTILHADA DEVEM TER PRIORIDADE NO RECEBIMENTO DO AUXÍLIO EMERGENCIAL DO DEPENDENTE EM RELAÇÃO AO PAI. LOC: A PROPOSTA APROVADA PELO SENADO SEGUE PARA SANÇÃO PRESIDENCIAL. MAIS INFORMAÇÕES COM O REPÓRTER RODRIGO RESENDE: TÉC: Imagine a situação: um casal está separado e tanto a mulher quanto o homem tem direito ao auxílio emergencial de 600 reais. Além do adulto, o filho também tem direito. Mas na hora do cadastro, os dois, mãe e pai, incluíram este filho como dependente. Como a criança não pode receber duas vezes o benefício, o Senado decidiu, a partir de projeto da bancada do Psol da Câmara dos Deputados, que a prioridade do recebimento do auxílio do filho será da mãe. A relatora, senadora Rose de Freitas, do Podemos do Espírito Santo, disse que a proposta corrige essa distorção: Rose – é um aperfeiçoamento do auxílio emergencial. Como aprovado pelo Congresso e sancionado pelo Presidente da República, os R$ 600,00 do auxílio devem ser pagos em dobro para a mãe solo – a mulher chefe de família monoparental. Sabemos, porém, que são numerosos os relatos de mães e filhos que se encontram desemparados, porque o pai – por exemplo, um ex-cônjuge – foi quem sacou os recursos. (REP) O pai terá prioridade para recebimento do auxílio da criança caso ele tenha a guarda unilateral dos filhos definida pela justiça. O projeto, que segue para sanção presidencial, cria ainda uma possibilidade de atendimento específico no ligue 180 para mulheres que tenham sido vítimas de algum tipo de restrição de acesso ao auxílio emergencial ou caso ele tenha sido recebido por outra pessoa em seu lugar. Da Rádio Senado, Rodrigo Resende.

Mães terão prioridade no recebimento do auxílio emergencial de R$ 600 para filhos que estejam em guarda compartilhada (PL 2508/2020). O projeto da bancada do Psol na Câmara dos Deputados, aprovado nesta quarta-feira (8), foi relatado pela senadora Rose de Freitas (Podemos/ES), que afirmou que a ideia aperfeiçoa a distribuição do auxílio emergencial. A proposta segue para sanção presidencial. Mais informações com o repórter Rodrigo Resende, da Rádio Senado.

TÓPICOS:
Auxílio emergencial  Câmara dos Deputados  Espírito Santo  Família  Guarda Compartilhada  Justiça  Podemos  Presidente da República  PSOL  Senadora Rose de Freitas 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo