Meio ambiente

Decreto regulamenta normas de descarte de medicamentos

02:25Decreto regulamenta normas de descarte de medicamentos

Transcrição LOC: DECRETO PRESIDENCIAL CRIA REGRAS DE POLÍTICA REVERSA PARA MEDICAMENTOS DOMICILIARES VENCIDOS OU SEM USO PELOS CONSUMIDORES. LOC: FABRICANTES E IMPORTADORES FICAM OBRIGADOS A RECOLHER OS REMÉDIOS DESCARTADOS EM PONTOS DE COLETA, COMO FARMÁCIAS E DROGARIAS. REPORTAGEM DE REGINA PINHEIRO: (Repórter) A situação é conhecida: o médico passa uma receita para que o paciente tome oito comprimidos de um remédio, mas a cartela do medicamento tem 10. O que sobrou do medicamento fica esquecido na gaveta e um dia, com o prazo de validade vencido, o resto do conteúdo é jogado no lixo comum. Porém, esse hábito pode gerar danos ao meio ambiente. O descarte incorreto de medicamentos pode contaminar o solo e a água com substâncias tóxicas. Além disso, crianças e animais podem consumir a medicação, colocando a saúde em risco. O Decreto assinado pelo Presidente Jair Bolsonaro no dia Mundial do Meio Ambiente, 5 de junho, regulamenta o artigo 33 da lei 12305 de 2010, que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos, para criar um sistema de política reversa de medicamentos domiciliares vencidos ou em desuso. O documento prevê a instalação de pontos fixos em farmácias e drogarias para o descarte pelo consumidor de medicamentos de uso humano e suas embalagens. Os distribuidores, fabricantes e importadores ficam obrigados a coletar os medicamentos vencidos ou em desuso. Fabricantes e importadores devem dar a destinação ambientalmente correta ao medicamento como incineração ou aterro sanitário destinado a produtos perigosos. O Presidente da Comissão de Meio Ambiente, senador Fabiano Contarato, da Rede Sustentabilidade do Espírito Santo, lembra que o meio ambiente ecologicamente equilibrado é um direito constitucional. (Fabiano Contarato) A regulamentação atende uma questão importante, como descartar medicamento em desuso, incluindo as embalagens. Orienta os cidadãos como fazer, levando em pontos de coleta. Todos temos direito a um meio-ambiente ecologicamente equilibrado. Esse decreto está cumprindo a determinação do artigo 225 da Constituição Federal. (Repórter) No Senado, há projetos que também tratam do descarte correto de medicamentos de uso domiciliar: o PLS 375 de 2016, do senador Paulo Rocha do PT do Pará e o PL 5455 de 2019 do senador Sérgio Petecão, do PSD do Acre. (PLS) 375/2016 (PL) 5455/2019

Decreto presidencial cria regras de política reversa para medicamentos domiciliares vencidos ou sem uso pelos consumidores. Fabricantes e importadores ficam obrigados a recolher os remédios descartados em pontos de coleta, como farmácias e drogarias. O presidente da Comissão de Meio Ambiente, senador Fabiano Contarato (Rede-ES), lembra que o meio ambiente ecologicamente equilibrado é um direito constitucional. Reportagem de Regina Pinheiro.

TÓPICOS:
Acre  Água  Animais  Bolsonaro  Comissão de Meio Ambiente  Constituição  Constituição Federal  Consumidor  Espírito Santo  Medicamentos  Meio Ambiente  Pará  Política  Política Nacional de Resíduos Sólidos  PSD  PT  Rede  Rede Sustentabilidade  Resíduos Sólidos  Saúde  Senador Fabiano Contarato  Senador Paulo Rocha  Senador Sérgio Petecão  Sustentabilidade 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo