Major Olímpio defende investigação sobre conduta de Pazuello na crise de saúde em Manaus — Rádio Senado
Coronavírus

Major Olímpio defende investigação sobre conduta de Pazuello na crise de saúde em Manaus

O senador Major Olímpio (PSL-SP) comemorou a abertura de inquérito pelo Ministério Público para investigar a atuação do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, na crise de oxigênio para pacientes da rede hospitalar em Manaus. Major Olímpio destacou também que investigação recairá sobre outras autoridades. A reportagem é de Bruno Lourenço, da Rádio Senado.

27/01/2021, 10h41 - ATUALIZADO EM 27/01/2021, 10h41
Duração de áudio: 01:06
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Transcrição
LOC: SENADOR MAJOR OLÍMPIO COMEMOROU A ABERTURA DE INQUÉRITO PELO MINISTÉRIO PÚBLICO PARA INVESTIGAR ATUAÇÃO DO MINISTRO DA SAÚDE NA CRISE DE OXIGÊNIO PARA PACIENTES DE UTIS EM MANAUS. LOC: O SENADOR DO PSL DE SÃO PAULO DESTACOU TAMBÉM QUE INVESTIGAÇÃO RECAIRÁ SOBRE OUTRAS AUTORIDADES. REPÓRTER BRUNO LOURENÇO. (Repórter) O senador Major Olímpio, do PSL de São Paulo, defendeu a investigação sobre eventual conduta criminosa do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, em relação ao colapso da saúde pública em Manaus. Major Olímpio ressaltou ainda que a investigação se estenderá a todas as autoridades que possam ter contribuído para o episódio. (Major Olímpio) E agora vamos apurar todas as responsabilidades - não só do ministro - mas de outras autoridades públicas que possam ter concorrido para a prática de crimes ou ilícitos administrativos ou cíveis. (Repórter) Cabe ao STF o julgamento de ministros de estado por crimes comuns e de responsabilidade. O Ministério Público diz que é preciso apurar se o ministro agiu com rapidez e eficiência - ainda mais diante de evidências de que o governo teria sido avisado com antecedência do possível desabastecimento de oxigênio hospitalar. O prazo para a conclusão do inquérito é de 60 dias.

Ao vivo
00:0000:00