INSS fecha 2020 com 1,7 milhão de pedidos de benefícios parados — Rádio Senado
INSS

INSS fecha 2020 com 1,7 milhão de pedidos de benefícios parados

O INSS fechou 2020 com 1,677 milhões de pedidos de benefícios parados, com prazo de espera médio de 66 dias, acima do permitido por lei. Uma proposta em análise no Senado, de Jayme Campos (DEM-MT) permite que o trabalhador apresente perícia particular se os processos de auxílio-doença ou aposentadoria por invalidez demorarem mais de um mês. A proposta também estabelece que os aposentados e pensionistas apresentem prova de vida por meio eletrônico. A reportagem é de Roberto Fragoso, da Rádio Senado.

21/01/2021, 19h59 - ATUALIZADO EM 21/01/2021, 20h01
Duração de áudio: 01:46
Foto: Reprodução

Transcrição
LOC: QUASE UM MILHÃO E 700 MIL PESSOAS ENTRARAM EM 2021 COM PEDIDOS DE BENEFÍCIOS ESTACIONADOS NO INSS, COM PRAZO DE ESPERA MÉDIO DE 66 DIAS, ACIMA DO PERMITIDO POR LEI. LOC: UMA PROPOSTA EM ANÁLISE NO SENADO PERMITE QUE O TRABALHADOR APRESENTE PERÍCIA PARTICULAR SE PROCESSOS DE AUXÍLIO-DOENÇA OU APOSENTADORIA POR INVALIDEZ DEMORAREM MAIS DE UM MÊS. REPÓRTER ROBERTO FRAGOSO. (Repórter) Do total de um milhão, 677 mil pedidos de benefícios na fila de espera ao final de 2020, um milhão e 200 mil não tinham nem começado a ser analisados. Os outros 477 mil passaram pelo INSS, que pediu que o segurado complementasse a documentação ou corrigisse alguma informação. Apesar da lei estipular que o prazo máximo de consideração de um pedido seja de 45 dias, a média nacional de análise foi de 66 dias. Um dos motivos foi o fechamento, por cinco meses, das agências de atendimento, e da paralisação das perícias, que são necessárias para benefícios por incapacidade como auxílio-doença e aposentadoria por invalidez. O senador Jayme Campos, do Democratas de Mato Grosso, quer resolver essa situação permitindo que, no caso desses benefícios não serem avaliados em até 30 dias pelo INSS, o trabalhador apresente perícia particular, bastando para isso entregar dois atestados de médicos diferentes. O senador enviou ainda uma mensagem ao Instituto recomendando a modernização dos sistemas, a redução da burocracia e a adoção de perícias virtuais por telemedicina. (Jayme Campos) Coisas relativamente simples, como a má qualidade de acesso à internet nas agências causam inconcebíveis atrasos ao andamento de processos que precisam ser revalidados o quanto antes. Eliminar tantos obstáculos é fundamental para podermos construir uma seguridade social eficiente, e poder prover um atendimento descomplicado, eficiente, e acima de tudo ágil de forma a preservar a dignidade de cada trabalhador, zelando por sua saúde e pelo seu bem estar e de sua família. (Repórter) A proposta em análise no Senado também estabelece que os aposentados e pensionistas que precisam apresentar anualmente a prova de vida para continuar recebendo seus benefícios possam ser atendidos por telemedicina ou, no caso de pessoas com dificuldade de locomoção ou sem acesso a meios eletrônicos, em domicílio. PL 5562/2020 INS 84/2020

Ao vivo
00:0000:00