Márcio Bittar critica declarações de presidente francês sobre soja brasileira — Rádio Senado
Agronegócio

Márcio Bittar critica declarações de presidente francês sobre soja brasileira

O Brasil deve proteger seus interesses e não se preocupar com declarações de presidente da França sobre boicotar a soja brasileira por conta de desmatamento na Amazônia. É o que pensa o senador Márcio Bittar (MDB-AC). Ele afirmou que o Brasil é exemplo de política ambiental e quem diz o contrário quer, na verdade, encobrir a incapacidade de competir com o campo brasileiro. A reportagem é de Bruno Lourenço, da Rádio Senado.

15/01/2021, 14h16 - ATUALIZADO EM 15/01/2021, 14h16
Duração de áudio: 00:58
Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

Transcrição
LOC: BRASIL DEVE PROTEGER SEUS INTERESSES E NÃO SE PREOCUPAR COM DECLARAÇÕES DE PRESIDENTE DA FRANÇA SOBRE BOICOTAR SOJA BRASILEIRA POR CONTA DE DESMATAMENTO NA AMAZÔNIA. LOC: É O QUE PENSA O SENADOR MÁRCIO BITTAR, DO MDB DO ACRE. REPÓRTER BRUNO LOURENÇO. (Repórter) Márcio Bittar disse que a declaração do presidente da França, Emmanuel Macron, de que depender da soja brasileira seria o mesmo que apoiar o desmatamento da Amazônia deve ser vista como uma defesa do agronegócio francês. Uma atitude protecionista, segundo o senador do MDB do Acre. (Márcio Bittar ) Macron defende o interesse do agronegócio francês que é altamente dependente do Estado francês, que o subsidia. E nós brasileiros temos que defender os interesses dos produtores brasileiros. Que aliás batem ano a ano recorde de produção, aumentando a tecnologia, produzindo em um hectare de terra muito mais do que produzia no passado. (Repórter) Márcio Bittar afirmou ainda que o Brasil é exemplo de política ambiental, com grande parte do território preservado. Quem diz que a soja daqui é resultado de desmatamento quer na verdade encobrir ineficiência ou a incapacidade de competir com o campo brasileiro.

Ao vivo
00:0000:00