Estados contestam falta de seringas informada pelo Ministro da Saúde — Rádio Senado
Coronavírus

Estados contestam falta de seringas informada pelo Ministro da Saúde

15/01/2021, 18h06 - ATUALIZADO EM 15/01/2021, 18h06
Duração de áudio: 01:19
Foto: stockphotos/diretos reservados

Transcrição
LOC: ESTADOS CONTESTAM INFORMAÇÃO DO MINISTÉRIO DA SAÚDE DE QUE FALTARIAM SERINGAS PARA DAR INÍCIO À VACINAÇÃO DE COVID-19. LOC: O STF DEU CINCO DIAS PARA QUE TODOS OS ESTADOS INFORMEM A QUANTIDADE DE SERINGAS E AGULHAS QUE POSSUEM EM ESTOQUE. A REPORTAGEM É DE MARCELLA CUNHA (Repórter) Após o Ministério da Saúde informar ao STF que sete estados poderiam não ter estoque suficiente de seringas para dar início à vacinação da covid-19, secretários estaduais alegam que os números estão errados. Acre, Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Pernambuco e Santa Catarina informaram que possuem a quantidade suficiente para vacinação de todos os grupos prioritários. A Paraíba foi único estado que confirmou ter estoque abaixo do necessário para fase inicial. Serão 308 mil pessoas na primeira fase mas há apenas 250 mil seringas. O documento informando a quantidade de seringas em cada unidade da federação foi enviado ao STF a pedido da Rede Sustentabilidade e assinado pelo Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. O ministro Ricardo Lewandoski deu 5 dias para que os próprios estados informem o número correto desses insumos que possuem em estoque. O ministro também quer esclarecerquanto desse material vai ser destinado especificamente para a vacinação contra a covid-19, ao plano nacional de vacinação contra outras doenças e ao atendimento de ações ordinárias de saúde pública. Da Rádio Senado, Marcella Cunha

Ao vivo
00:0000:00