Senado aprovou durante o esforço concentrado 8 indicações de autoridades e rejeitou uma — Rádio Senado
Votações

Senado aprovou durante o esforço concentrado 8 indicações de autoridades e rejeitou uma

O Senado aprovou durante o esforço concentrado 8 indicações de autoridades feitas pelo presidente Jair Bolsonaro e rejeitou uma. As diplomatas Ligia Maria Scherer e Maria-Theresa Lazaro, por exemplo, foram aprovadas para exercerem o cargo de embaixadoras em Omã e Tunísia, respectivamente (MSF 78 e 84/2020). Vicente Bandeira de Aquino Neto foi reconduzido (MSF 91/2020) ao Conselho Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e Daniel de Macedo Alves Pereira foi aprovado ao cargo de Defensor Público-Geral Federal (MSF 57/2020). Já o diplomata Fabio Mendes Marzano, indicado (MSF 81/2020) para a delegação permanente do Brasil em Genebra, Suíça, foi rejeitado pelos senadores. A senadora Kátia Abreu (PP-TO) disse que a decisão não significa arrogância, mas uma posição de respeito ao Parlamento. O senador Major Olímpio (PSL-SP) recomendou outra indicação no início do 2021. Reportagem, Iara Farias Borges.

16/12/2020, 19h26 - ATUALIZADO EM 16/12/2020, 19h26
Duração de áudio: 02:22
Sessão deliberativa extraordinária do Plenário do Senado Federal. 

O Senado rejeita a indicação de Fabio Mendes Marzano para o cargo de delegado permanente do Brasil em Genebra (MSF 81/2020). 

Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado
Foto: Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Transcrição
LOC: O SENADO APROVOU 8 INDICAÇÕES DE AUTORIDADES DURANTE O ESFORÇO CONCENTRADO. LOC: E REJEITOU O INDICADO À DELEGAÇÃO PERMANENTE DO BRASIL EM GENEBRA, NA SUÍÇA. REPORTAGEM DE IARA FARIAS BORGES. TÉC: Indicadas pelo presidente Jair Bolsonaro para o cargo de embaixadoras, o Senado aprovou as diplomatas Ligia Maria Scherer para a embaixada em Omã; e Maria-Theresa Lazaro para a Tunísia. O plenário também ratificou a recondução de Vicente Bandeira de Aquino Neto ao Conselho Diretor da Anatel, Agência Nacional de Telecomunicações. E ainda aprovou a indicação de Daniel de Macedo Alves Pereira para o cargo de Defensor Público-Geral Federal. Já o diplomata Fabio Mendes Marzano, indicado para a delegação permanente do Brasil em Genebra, na Suíça, foi rejeitado pelos senadores. Marzano havia sido aprovado pela Comissão de Relações Exteriores, sob protesto da senadora Kátia Abreu, do PP do Tocantins. A senadora perguntou se as questões ambientais brasileiras podem dificultar o Acordo Mercosul-União Europeia, Marzano se recusou a responder por não se tratar de assunto da secretaria à qual foi indicado, e explicou que a delegação em Genebra não trata de temas ambientais, apenas de direitos humanos. Em plenário, Fabio Marzano foi rejeitado. A senadora Kátia Abreu disse que a decisão não significa arrogância, mas uma posição de respeito ao Parlamento. (Kátia Abreu): “Nós queremos que o nosso país avance; queremos participar dos acordos bilaterais para que o nosso comércio possa ser ampliado, para que o Brasil não participe apenas com 2% do comércio mundial, mas que a gente possa sonhar em chegar a 5%, a 7% do comércio mundial, que o agronegócio possa chegar a 12%. Nós aqui colocamos a nossa posição; não a posição de arrogância, não a posição de poder pelo poder, mas uma posição tranquila; a nossa posição de proteger o Brasil nas relações internacionais”. (Rep): O senador Major Olímpio, do PSL de São Paulo, apoiou a rejeição. (Major Olimpio) “De maneira grotesca, irresponsável, simplesmente disse que não era da sua alçada e não iria responder à Senadora. Que se faça outra indicação no começo do ano”. (Rep): No caso de Marzano, foram 37 votos contrários, nove favoráveis e uma abstenção. Da Rádio Senado, Iara Farias Borges. LOC: ENTRE AS INDICAÇÕES APROVADAS PELO SENADO ESTÁ A DE LUIZ FERNANDO BANDEIRA DE MELLO, SECRETÁRIO GERAL DA MESA DO SENADO, PARA COMPOR O CNJ, CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA.

Ao vivo
00:0000:00