CRE vai pedir a Ernesto Araújo informações sobre custo de embaixadas — Rádio Senado
Relações Exteriores

CRE vai pedir a Ernesto Araújo informações sobre custo de embaixadas

A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) vai pedir ao ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, informações sobre embaixadas e consulados em todo o mundo. O requerimento (REQ 25/2020-CRE) da senadora Kátia Abreu (PP-TO) pede dados sobre o custo total das embaixadas, as respectivas informações sobre comércio exterior e balança comercial, o papel que a representação diplomática cumpre, bem como o número de mulheres embaixadoras em atuação. Reportagem, Iara Farias Borges.

15/12/2020, 12h46 - ATUALIZADO EM 15/12/2020, 12h46
Duração de áudio: 01:59
Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

Transcrição
LOC: O MINISTRO DAS RELAÇÕES EXTERIORES DEVERÁ PRESTAR INFORMAÇÕES SOBRE AS EMBAIXADAS E CONSULADOS EM TODO O MUNDO. LOC: O PEDIDO É DA SENADORA KÁTIA ABREU, DO PP DO TOCANTINS. REPORTAGEM DE IARA FARIAS BORGES (Repórter) Aprovado pela Comissão de Relações Exteriores, o requerimento pede ao chanceler Ernesto Araújo informações sobre o custo total das embaixadas e consulados, com dados sobre o gasto com pessoal, detalhado por salário médio, quantidade de servidores e outras despesas de custeio. O Itamaraty também deve apresentar os valores do comércio exterior e balança comercial com relação a cada um dos países com representação diplomática do Brasil. Autora da iniciativa, a senadora Kátia Abreu, do PP do Tocantins, quer saber se os investimentos públicos nas embaixadas resultam em avanços comerciais significativos para o país e para os brasileiros. Ela defende a modernização da política externa para que o Brasil se desenvolva economicamente e tenha influência no cenário internacional. Kátia Abreu também questiona a quantidade de mulheres embaixadoras pelo mundo. Ela citou, como exemplo, que na última reunião da Comissão de Relações Exteriores deste ano, dos 14 indicados às embaixadas, apenas duas eram mulheres. (Kátia Abreu): “E eu sei que isso não é a característica desse Chanceler, desse Ministério, deste governo Bolsonaro. Isso se repete ao longo de décadas, um número menor de mulheres nas embaixadas do Brasil. Claro que eu quero a competência, e é óbvio que nós temos mulheres diplomatas competentes tanto quanto os diplomatas homens para irem exercer esses lugares no mundo afora. Nós temos muitas diplomatas competentes que poderiam ser examinadas e indicadas pelo menos fifty-fifty - 50% homens e 50% mulheres”. (Repórter) O requerimento, que foi subscrito pelo presidente da Comissão, senador Nelsinho Trad, do PSD do Mato Grosso do Sul, também pede ao ministro Ernesto Araújo que explique, além da questão comercial, a importância de cada embaixada para o Brasil. - REQ 25/2020 - CRE

Ao vivo
00:0000:00