Sancionada lei que amplia ajuda a empresas — Rádio Senado
Pandemia

Sancionada lei que amplia ajuda a empresas

O governo federal sancionou o programa emergencial de suporte a empregos (Lei 14.043/2020), que cria linha de crédito com juros mais baixos para pagamento de folha salarial durante a pandemia. Também foi ampliado em três meses o prazo para adesão ao Pronampe, Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte. O senador Jorginho Mello (PL-SC) ressaltou que os bancos devem ser eficientes na distribuição dos créditos dos diversos programas já em andamento. Mais informações com o repórter Rodrigo Resende.

20/08/2020, 15h35 - ATUALIZADO EM 20/08/2020, 15h35
Duração de áudio: 01:40
Carteira de Trabalho sendo assinada.
Foto: Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Transcrição
LOC: GOVERNO SANCIONA LEI QUE CRIA PROGRAMA EMERGENCIAL DE SUPORTE A EMPREGOS, COM JUROS DE 3,75% AO ANO PARA PAGAMENTO DE FOLHA SALARIAL. LOC: TAMBÉM FOI AMPLIADO EM 3 MESES O PRAZO PARA ADESÃO AO PRONAMPE, PROGRAMA DE APOIO A MICRO E PEQUENAS EMPRESAS. REPÓRTER RODRIGO RESENDE: TÉC: O presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei que cria o programa emergencial de suporte a empregos durante a pandemia da covid-19. Pela lei, os empresários que em 2019 tiveram receita bruta entre 360 mil e 50 milhões de reais podem conseguir uma linha de crédito para pagamento da folha salarial por 4 meses até 31 de outubro, com o limite de dois salários mínimos por empregado. O crédito tem juros de 3,75% ao ano, carência de 6 meses e prazo de 36 meses para pagamento. O senador Jorginho Mello, do PL de Santa Catarina, destaca que essa e outras medidas visam contribuir com a manutenção de empresas no país e que os bancos devem ser eficientes na distribuição dos créditos: Jorginho Mello – Eu quero que os bancos operem ligeiro, rápido, para não deixar quebrarem e fecharem os nossos irmãos micro e pequenos empresários. (REP) O governo federal também ampliou por três meses o Pronampe, Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, sancionado em maio deste ano. As pequenas empresas terão até outubro para a aquisição de crédito e foram disponibilizados mais 12 bilhões para o programa. A decisão foi comemorada pelo líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho, do MDB de Pernambuco: Fernando Bezerra – na realidade, o Pronampe foi o maior sucesso de todas as medidas tomadas pelo Congresso e pelo Governo. O Pronampe foi o maior sucesso na aplicação de R$16 bilhões. Com a sanção, nós vamos ter mais R$12 bilhões (REP) No Pronampe o empresário pode ter uma linha de crédito correspondente a até trinta por cento da receita bruta anual de 2019. Da Rádio Senado, Rodrigo Resende.

Ao vivo
00:0000:00