CAE deve votar na próxima terça (11) autonomia do Bacen — Rádio Senado
Comissões

CAE deve votar na próxima terça (11) autonomia do Bacen

A Comissão de Assuntos Econômicos deve votar na próxima terça-feira (11) projeto (PLP 19 de 2019) que cria mandatos fixos para a diretoria do Banco Central. A autonomia do BC é uma das prioridades do governo Bolsonaro em 2020. O autor, Plínio Valério (PSDB-AM), pediu que o Senado tome logo uma decisão. O relator, Telmário Mota (Pros-RR), garantiu que se pronunciará sobre emendas apresentadas em plenário até a próxima reunião da CAE. A reportagem é de Bruno Lourenço.

04/02/2020, 13h40 - ATUALIZADO EM 04/02/2020, 13h40
Duração de áudio: 01:51
Foto: cecab.bcb.gov.br

Transcrição
LOC: FICOU PARA A PRÓXIMA TERÇA-FEIRA A VOTAÇÃO DE PROJETO QUE CRIA MANDATOS FIXOS PARA A DIRETORIA DO BANCO CENTRAL. LOC: A AUTONOMIA DO BC É UMA DAS PRIORIDADES DO GOVERNO BOLSONARO PARA 2020. A REPORTAGEM É DE BRUNO LOURENÇO: TÉC: A autonomia do Banco Central foi defendida pelo governo na mensagem presidencial lida na abertura dos trabalhos legislativos de 2020. A Comissão de Assuntos Econômicos já aprovou um projeto, do senador Plínio Valério, do PSDB do Amazonas, que procura blindar as decisões do banco de interferências externas por meio de mandatos fixos para a diretoria. O presidente do Banco Central iniciaria o exercício de suas funções no terceiro ano do mandato do Presidente da República. Tanto ele quanto os outros 8 diretores do banco teriam mandatos de quatro anos, sendo permitida uma recondução para presidente e diretores. A proposta recebeu duas emendas no plenário e Plínio Valério pediu que o Senado tome logo uma decisão. (Plínio): A imprensa falando das prioridades do governo em relação ao Congresso - uma delas é autonomia do Banco Central - porém num projeto enviado pelo governo. Ou seja, se a gente não seguir o nosso ritmo normal, um pouquinho acelerado, nós vamos mais uma vez largar o protagonismo e estar a reboque de um projeto do governo. (Repórter): O relator, senador Telmário Mota, do Pros de Roraima, garantiu que se pronunciará sobre as emendas até a próxima reunião da CAE. (Telmário): Nessa semana nós vamos nos debruçar sobre essas duas emendas, do senador Tasso e senador Eduardo, para a gente colocar, presidente, em pauta, para a gente colocar em pauta na terça-feira. Garanto para vossa excelência que o relatório vai estar pronto para colocar terça-feira. (Repórter): As duas emendas, dos senadores Eduardo Braga, do MDB do Amazonas, e Tasso Jereissati, do PSDB do Ceará, vão no sentido de deixar claras as atribuições do Banco Central: controlar a inflação e defender a moeda sem esquecer do crescimento econômico e geração de empregos e zelar pela solidez do sistema financeiro. Da Rádio Senado, Bruno Lourenço. PLP 19 de 2019

Ao vivo
00:0000:00