Situação dos refugiados no Brasil é tema de debate — Rádio Senado
Notícias

Situação dos refugiados no Brasil é tema de debate

Em 2017 mais de 33 mil pedidos de refúgio foram feitos ao Brasil. Mais da metade, por venezuelanos que entraram no país pelo estado de Roraima. A situação de refugiados no Brasil será discutida em audiência conjunta das Comissões de Relações Exteriores e de Diretos Humanos. A reunião, que foi solicitada pelo senador Flávio Arns (REDE-PR), será na próxima quarta-feira (10).

08/07/2019, 17h20 - ATUALIZADO EM 08/07/2019, 18h01
Duração de áudio: 01:18
Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) realiza audiência pública para tratar sobre "O problema da segurança nas escolas e os conflitos atuais".  Em pronunciamento, à bancada, senador Flávio Arns (Rede-PR).  Foto: Roque de Sá/Agência Senado
Foto: Roque de Sá

Transcrição
LOC: A ATUAL SITUAÇÃO DOS REFUGIADOS NO BRASIL SERÁ ASSUNTO DE UMA REUNIÃO CONJUNTA DE DUAS COMISSÕES DO SENADO NA PRÓXIMA QUARTA-FEIRA LOC: O DEBATE SERÁ FEITO PELAS COMISSÕES DE RELAÇÕES EXTERIORES E DE DIRETOS HUMANOS. REPORTAGEM DE LÍVIA TORRES: TEC: Em 2017 mais de 33 mil pedidos de refúgio foram feitos no Brasil. Mais da metade das solicitações foram feitas por venezuelanos que entraram no país pelo estado de Roraima. Com a finalidade de discutir a situação dessas pessoas, a Comissão de Relações Exteriores e a Comissão de Diretos Humanos vão se juntar para promover um debate em conjunto. O autor do requerimento, senador Flávio Arns, da Rede Sustentabilidade do Paraná, comentou que a Constituição Brasileira deve ser o norte para o enfrentamento da situação de refugiados. (Flávio Arns): “O Brasil tem na sua constituição federal, inclusive é bem claro os princípios de solidariedade entre os povos. Também o princípio da dignidade da pessoa humana. Então, nós temos que no Brasil fazer esse debate, essa discussão, achar caminhos, refletir sobre esse assunto. Chamar a sociedade, o poder público, órgãos representativos dessas pessoas, e é isso que a gente pretende fazer nessa audiência pública”. (Repórter): O debate deve contar com as presenças de representantes do programa da ONU para refugiados, do Instituto Migrações e Diretos Humanos e do Ministério de Relações Exteriores. Sob supervisão de Maurício de Santi, da Rádio Senado. Lívia Torres.

Ao vivo
00:0000:00