Três ministros vêm ao Senado falar sobre as condições impostas pelos EUA para o Brasil entrar na OCDE — Rádio Senado

Três ministros vêm ao Senado falar sobre as condições impostas pelos EUA para o Brasil entrar na OCDE

Os ministros da Economia, Paulo Guedes; das Relações Exteriores, Ernesto Araújo; e da Agricultura, Tereza Cristina, irão à Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE). Eles vão discutir a eventual renúncia do Brasil às condições especiais de que goza na Organização Mundial do Comércio (OMC) como condição para receber o apoio dos Estados Unidos para a entrada na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Na avaliação do senador Jaques Wagner (PT-BA), essa renúncia, entre outras consequências, vai prejudicar as exportações brasileiras, em especial as do agronegócio e da indústria. Reportagem Iara Farias Borges.

29/03/2019, 11h49 - ATUALIZADO EM 29/03/2019, 12h24
Duração de áudio: 01:45
RadioAgência

Transcrição
LOC: OS MINISTROS DA ECONOMIA, DAS RELAÇÕES EXTERIORES E DA AGRICULTURA VIRÃO AO SENADO FALAR SOBRE AS NEGOCIAÇÕES PARA O INGRESSO DO BRASIL NA OCDE, A ORGANIZAÇÃO PARA A COOPERAÇÃO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO. LOC: O DEBATE VAI SER NA COMISSÃO DE RELAÇÕES EXTERIORES, A PEDIDO DO SENADOR JAQUES WAGNER, DO PT DA BAHIA, QUE ESTÁ PREOCUPADO COM AS CONSEQUÊNCIAS PARA A VENDA DE PRODUTOS BRASILEIROS NO EXTERIOR. A REPORTAGEM É DE IARA FARIAS BORGES. TÉC: Para que os Estados Unidos apoiem o ingresso do Brasil na OCDE, Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico, é preciso renunciar ao tratamento especial que o país recebe na OMC, a Organização Mundial do Comércio. A condição foi imposta pelo governo americano, durante a visita do presidente Jair Bolsonaro aos Estados Unidos. Na visão do senador Jaques Wagner, do PT da Bahia, que pediu o debate, ao renunciar ao tratamento especial que tem na OMC, o Brasil vai perder todas as preferências tarifárias que possui nos mercados desenvolvidos. Isso, observou o senador Wagner, vai prejudicar as exportações brasileiras e afetará especialmente o agronegócio e a indústria. (Jaques Wagner): “Nós estamos trocando o certo pelo duvidoso. Temos uma condição de tratamento especial na OMC e não basta os Estados Unidos nos apoiarem. Nós estamos nos enganando. As regras da OCDE para a entrada de qualquer novo membro são absolutamente rigorosas. Mas o Brasil é um transatlântico; não se dá cavalo de pau em transatlântico”. (Rep): Representantes do empresariado nacional também devem participar do debate, conforme sugeriu o senador Marcio Bittar, do MDB do Acre. (Marcio Bittar Wagner): “Chamar alguém que represente a economia brasileira porque com certeza será uma voz, que não apenas a do governo, a dizer quais as preocupações a economia tem de uma possível saída, talvez precipitada, da OMC”. (Rep): O assunto vai ser discutido com os ministros da Economia, Paulo Guedes; das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina. A data do debate ainda vai ser confirmada pela Comissão. REQ 18/2019 - CRE

Ao Vivo

Não é usuário? Cadastre-se.

Ao vivo
00:0000:00