CAE aprova pedidos de empréstimos internacionais para Hortolândia-SP e para a Finep — Rádio Senado
Empréstimos

CAE aprova pedidos de empréstimos internacionais para Hortolândia-SP e para a Finep

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) aprovou dois pedidos de empréstimos internacionais nesta terça-feira (26). Um (MSF 59/2018), no valor de US$ 42.000.000,00 (quarenta e dois milhões de dólares dos Estados Unidos da América) para a prefeitura de Hortolândia (SP) e outro (MSF 58/2018) de US$ 600.000.000,00  (seiscentos milhões de dólares dos Estados Unidos da América) para a Finep, Financiadora de Estudos e Projetos do Ministério da Ciência e Tecnologia. Os pedidos seguiram em regime de urgência para o Plenário do Senado.

26/06/2018, 12h23 - ATUALIZADO EM 26/06/2018, 14h14
Duração de áudio: 01:38
Geraldo Magela/Agência Senado

Transcrição
LOC: A COMISSÃO DE ASSUNTOS ECONÔMICOS APROVOU DOIS PEDIDOS DE EMPRÉSTIMOS INTERNACIONAIS NESTA TERÇA-FEIRA. LOC: UM VAI PARA A PREFEITURA DE HORTOLÂNDIA, EM SÃO PAULO, E OUTRO PARA A FINEP, FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS DO MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA. OS PEDIDOS SEGUIRAM EM REGIME DE URGÊNCIA PARA O PLENÁRIO DO SENADO, E QUEM TEM OS DETALHES É O REPÓRTER BRUNO LOURENÇO. (Repórter) O financiamento para a cidade paulista de Hortolândia, no valor de 42 milhões de dólares, junto à Corporação Andina de Fomento, deve ser utilizado para sistemas de drenagem, construção de pontes, travessias e pavimentação de vias, entre outras obras. O senador José Pimentel, do PT do Ceará, destacou a boa condição financeira do município. (José Pimentel) A Prefeitura preenche todos os pré-requisistos da STN. É classificado como classe A no seu processo de endividamento. Ou seja, é baixíssimo índice de endividamento. A contrapartida feita pela prefeitura é superior ao montante do empréstimo. (Repórter) Já o empréstimo para a Finep, Financiadora de Estudos e Projetos do Ministério da Ciência e Tecnologia, tem um valor de 600 milhões de dólares e virá do BID, Banco Interamericano de Desenvolvimento. A senadora Simone Tebet, do MDB de Mato Grosso do Sul, explicou os objetivos do programa Inovar para Crescer, que receberá os recursos. (Simone Tebet) Aumentar a produtividade da economia nacional através do fomento à inovação. Constituem seus objetivos setoriais o aumento do investimento em inovação pelas empresas em setores prioritários, a elevação da adoção de tecnologias por parte das micro, pequenas e médias empresas com potencial de inovação, a facilitação a expansão de empreendimentos dinâmicos e o fortalecimento da capacidade institucional da Finep. (Repórter) No caso do empréstimo para a Finep, a contrapartida da empresa pública será de 103 milhões de dólares. MSFs 58 e 59/2018

Ao Vivo

Não é usuário? Cadastre-se.

Ao vivo
00:0000:00