Infraestrutura trava avanço das telecomunicações, diz Paulo Bernardo — Rádio Senado

Infraestrutura trava avanço das telecomunicações, diz Paulo Bernardo

LOC: O MINISTRO DAS COMUNICAÇÕES AFIRMOU QUE AS DIFICULDADES EM INFRAESTRUTURA SÃO O MAIOR EMPECILHO PARA O AVANÇO DAS TELECOMUNICAÇÕES NO PAÍS. LOC: PAULO BERNARDO FALOU À COMISSÃO DE INFRAESTRUTURA NESTA QUARTA-FEIRA AO PARTICIPAR DO CICLO DE DEBATES SOBRE "INVESTIMENTO E GESTÃO: DESATANDO O NÓ LOGÍSTICO DO PAÍS". (Rep ): O ministro Paulo Bernardo disse que a oferta de serviços de telecomunicações de alto desempenho em grandes cidades no País contrasta com a carência em muitas outras áreas. (PAULO BERNARDO) Temos uma desigualdade enorme. Grandes ofertas com competição e condições de concorrência em determinadas regiões, como nas grandes cidades, enquanto...se observarmos a distribuição regional, ai teremos uma desigualdade tremenda. (REP)Segundo o ministro, o setor de telecomunicações cresceu 249 por cento em doze anos, o que gerou uma grande demanda por investimentos. No primeiro semestre deste ano, foram 11 bilhões e 200 milhões de reais. A expectativa é de um aumento de 10 por cento em relação ao ano passado em investimentos nesse setor que emprega 500 mil pessoas no País. O Brasil é o quinto mercado online no mundo, com previsão de crescimento acima da média mundial, em torno de 50% ao ano. (PAULO BERNARDO ) A banda larga deve ser considerada uma infraestrutura básica, a estrada do século 21. Com ela, nós abrimos novos horizontes de desenvolvimento econômico, e é um vetor de redução das desigualdades regionais. (REP) Para a redução dos preços dos serviços, o ministro admitiu que é preciso enfrentar a questão dos altos tributos. (PAULO BERNARDO) passa dos 43 por cento de carga tributária só de icms, se somar os impostos federais vai para mais de 50%, um problema enorme. (REP) O senador Walter Pinheiro, do PT da Bahia, reclamou da alta tributação (VALTER PINHEIRO) a gente não entende porque no governo a partir do seu núcleo central,a fazenda, a questão da telecomunicação não foi tratada com o devido tamanho que representa....há uma pressão enorme do governo no sentido contrário...comunicação é insumo básico para o desenvolvimento. Ninguém vai se instalar na Bahia, se não tiver banda larga. (REP) Paulo Bernardo apontou como medidas de estímulo já adotadas a desoneração de impostos sobre os tablets e smarphones; a regulamentação para empresas captarem recursos para projetos de infraestrutura, o regime tributário especial para o Plano Nacional de Banda Larga e a expansão da rede nacional da Telebras.
02/10/2013, 01h05 - ATUALIZADO EM 02/10/2013, 01h05
Duração de áudio: 02:22
Ao Vivo

Não é usuário? Cadastre-se.

Ao vivo
00:0000:00