Você está aqui: Jornal do Senado Nossa história é nosso maior patrimônio

Nossa história é nosso maior patrimônio

 

“Arquivo S” é a nova seção especial do Jornal do Senado. Publicada na primeira segunda-feira do mês, a seção traz reportagens de momentos históricos do país, contadas por meio de documentos raros protegidos no acervo do Arquivo do Senado. Um patrimônio nacional de grandes acontecimentos que marcaram a sociedade, provocaram mudanças no país e alteraram o curso da história do Brasil.

 


 

4.4.2017

Há 40 anos, ditadura impunha Pacote de Abril e adiava abertura política

No dia 1º de abril de 1977, o Brasil acordou sem Congresso Nacional. O presidente da República, general Ernesto Geisel, tirou da gaveta o Ato Institucional 5 (AI-5), que não era usado desde 1969, para colocar o Parlamento em recesso. Duas semanas depois, Geisel anunciou um conjunto de medidas conhecido como Pacote de Abril, composto por uma emenda constitucional e seis decretos, e reabriu o Congresso. O pacote completará 40 anos no dia 14..

Veja o vídeo


 

6.3.2017

Reforma tornou ensino profissional obrigatório em 1971

No mês passado, o Senado aprovou e a Presidência da República sancionou uma reforma no ensino médio que amplia a carga horária dos alunos e permite que eles próprios escolham uma parte das disciplinas que vão cursar..

Veja o vídeo


 

6.2.2017

Crise do sistema de aposentadorias já preocupava dom Pedro II

Sem dinheiro em caixa, o sistema de aposentadorias e pensões está perto de quebrar. Idosos, viúvas e órfãos correm o risco de ficar na mão. O chefe do governo convoca um seleto grupo de políticos para discutir um plano contra a falência. A proposta sobre a mesa é impopular: eleva-se o valor das contribuições desembolsadas pelos trabalhadores e, ao mesmo tempo, corta-se à metade o valor dos benefícios pagos aos aposentados e pensionistas..

Veja o vídeo


 

5.12.2016

Orçamento taxava dono de escravo e previa salário para Pedro II

Fazia tempo que os brasileiros não pronunciavam tanto a expressão “Orçamento federal”. Nos primeiros meses de 2016, as discussões foram sobre as mudanças que a então presidente Dilma Rousseff fez no Orçamento sem pedir a autorização do Congresso — uma das acusações que levaram ao impeachment. Hoje, o bate-boca nacional é motivado pela proposta do presidente Michel Temer de criar um teto para os gastos do governo pelos próximos 20 anos..

Veja o vídeo


 

7.11.2016

Por 100 anos, analfabeto foi proibido de votar no Brasil

Apesar da incompatibilidade ideológica, João Goulart e Castello Branco concordavam em um ponto. Papéis históricos sob a guarda do Arquivo do Senado mostram que tanto o presidente de esquerda derrubado pelos militares quanto o marechal de direita alçado pelo golpe à Presidência tentaram dar aos analfabetos o direito de votar..

Veja o vídeo


 

17.10.2016

Há 40 anos, Lei Falcão reduzia campanha eleitoral na TV a 'lista de chamada'

A campanha eleitoral de 2016 é a mais curta dos últimos anos. Graças a uma reforma aprovada pelo Congresso Nacional no ano passado, os postulantes aos cargos de prefeito e vereador tiveram menos tempo para percorrer as cidades como candidatos oficiais (de 90 para 45 dias) e se apresentar no rádio e na TV (de 30 para 10 minutos em cada bloco de propaganda eleitoral). O objetivo foi baratear as disputas e, assim, reduzir a influência do dinheiro sobre os resultados..

Veja o vídeo


 

12.9.2016

Com golpe dado por Getúlio, Brasil ficou nove anos sem Senado

Há 70 anos, chegava ao fim o período de quase uma década em que o Senado esteve banido do cenário político brasileiro. Os senadores finalmente puderam voltar aos gabinetes, às comissões e às bancadas do Palácio Monroe, no centro do Rio, na tarde de 23 de setembro de 1946..

Veja o vídeo


 

1.8.2016

Senado ajudou Brasil a fazer história nas Olimpíadas

A falta de dinheiro foi um problema crônico do esporte olímpico brasileiro ao longo do século 20. Desde os Jogos de Antuérpia, na Bélgica, em 1920 — primeira participação do Brasil numa Olimpíada —, a viagem da delegação nacional sempre foi prejudicada pela escassez de recursos. O Brasil até deixou de figurar numa edição dos Jogos por motivos financeiros — em Amsterdã, em 1928..

Veja o vídeo


 

4.7.2016

Há 100 anos, o fim da sangrenta Guerra do Contestado

Adeodato Ramos havia passado boa parte do gelado inverno catarinense de 1916 embrenhado na mata, fugindo de seus perseguidores. Depois de uma noite de geada, o último líder rebelde da Guerra do Contestado estava exausto. Ao sair da mata e sentar-se à beira da estrada para se aquecer ao sol, foi flagrado por uma patrulha. O “temido facínora”, o “sanguinário chefe dos fanáticos”, o “flagelo de Deus”, como o descreviam os jornais da época, entregou-se sem nem sequer esboçar resistência.

Veja o vídeo


 

6.6.2016

Há 50 anos, ditadura derrubava governador de São Paulo

A insolência era escancarada. Ao longo dos primeiros meses de 1966, o governador de São Paulo, Adhemar de Barros, peitou sistematicamente o marechal Humberto Castello Branco, o primeiro presidente da ditadura militar. O líder paulista exigia o fim do regime iniciado em 1964, a renúncia do mandatário e a convocação de eleição direta para a Presidência da República.

Veja o vídeo


 

2.5.2016

Casa do diálogo

Fundado há 190 anos, em 6 de maio de 1826, o Senado marca presença na história do Brasil como espaço para a solução de crises, o desenvolvimento do país e a defesa da democracia.

Veja o vídeo


 

4.4.2016

Império usou a forca para conter escravos assassinos

Completam-se neste mês 140 anos da execução da última pena de morte no Brasil. O governo imperial aprovou em 1835 uma lei dedicada a punir exemplarmente os negros que matavam seus senhores, mas dom Pedro II decidiu abandoná-la em 1876.

Veja o vídeo


 

7.3.2016

Oswaldo Cruz, o médico que derrotou o Aedes

No começo do século passado, o Brasil assistia a uma caçada inédita e implacável ao Aedes aegypti. Na época, a doença que o mosquito espalhava era a devastadora febre amarela. A dengue ainda era um mal distante e exótico, e os médicos nem sequer sonhavam com a zika e a chicungunha.

Veja o vídeo


 

15.2.2016

Por 'moral e bons costumes', há 70 anos Dutra decretava fim dos cassinos no Brasil

Nas décadas de 1930 e 1940, o Brasil viveu a era de ouro dos cassinos. No auge, funcionavam mais de 70 casas de apostas no país — do Rio, capital da República, à minúscula São Lourenço, no sul de Minas. Nos salões, homens de terno e mulheres de longo apostavam dinheiro nas roletas e nas cartas de baralho.

Veja o vídeo


 

7.12.2015

A participação do Senado na vinda dos primeiros japoneses

Há 120 anos, Brasil e Japão assinavam tratado que permitiu que 200 mil migrantes do país asiático se estabelecessem aqui, garantindo mão de obra para as plantações de café, que já não contavam com trabalho escravo. Acordo foi homologado pelo Congresso um ano depois.

Veja o vídeo


 

9.11.2015

Há 60 anos, crise fez Brasil ter 3 presidentes numa única semana

Há exatos 60 anos, o Brasil vivia dias explosivos. Em novembro de 1955, os brasileiros assistiram a uma onda de conspirações políticas e militares que culminou em dois golpes de Estado fracassados e dois contragolpes bem-sucedidos.

Veja o vídeo


 

5.10.2015

Há 50 anos, país passava a ter só 2 partidos

Em outubro de 1965, derrotada nas urnas, a ditadura extinguia todos os partidos e abolia a eleição direta para presidente. Era o Ato Institucional nº 2, o AI-2. Dele, surgiram duas novas siglas na política brasileira: a Arena e o MDB.

Veja o vídeo


 

31.8.2015

Lei dos Sexagenários completa 130 anos

No próximo dia 28 de setembro, a lei que libertou os escravos com 60 anos ou mais completará 130 anos. Apelidada de Lei dos Sexagenários (1885), ela é menos conhecida do que a Lei do Ventre Livre (1871), que concedeu liberdade aos filhos de escravos nascidos a partir de sua promulgação, e do que a Lei Áurea (1888), que finalmente acabou com a escravidão no Brasil.

Veja o vídeo


 

3.8.2015

Na Revolução Federalista, em 1893, senadores chegaram a pegar em armas

Uma das histórias mais ensinadas nos colégios diz que a ruptura de 1889 ocorreu sem derramamento de sangue. De fato, a Proclamação da República, no Rio, foi um ato pacífico. Mas houve, sim, uma reação sangrenta ao sepultamento do Império. Ela se daria pouco tempo depois e a centenas de quilômetros da capital.

Veja o vídeo


 

7.7.2015

Crianças iam para a cadeia no Brasil até a década de 1920

Em 12 de outubro de 1927, no Palácio do Catete, o presidente Washington Luiz assinava uma lei que ficaria conhecida como Código de Menores. Hoje, passados quase 90 anos, a canetada do último presidente da República do Café com Leite é alvo das mais exaltadas discussões no governo, no Congresso e na sociedade.

Veja o vídeo


 

1.6.2015

Senado já rejeitou médico e general para o Supremo Tribunal Federal

O Senado aprovou há duas semanas o advogado Luiz Edson Fachin para o Supremo Tribunal Federal (STF). A toga de ministro não veio fácil. Indicado pela presidente Dilma Rousseff, ele passou 11 horas sendo interrogado pelos senadores e, no final, recebeu 52 votos a favor — só 11 além do mínimo necessário — e 27 contra.

Veja o vídeo


 

4.5.2015

Que fim levou o Palácio Monroe?

Os cariocas mais velhos se lembram com saudosismo e os mais novos nem sequer ouviram falar. O que existe hoje no final da Avenida Rio Branco, entre a Cinelândia e a Baía de Guanabara, são apenas um estacionamento subterrâneo e uma praça feiosa e pouco frequentada.

Veja o vídeo


 

17.4.2015

Adversários de JK tentaram impedir transferência da capital para Brasília

O senador João Villas Boas (UDN-MT) estava inconformado. Quando faltavam apenas duas semanas para a transferência da capital federal do Rio de Janeiro para Brasília, marcada para 21 de abril de 1960, ele subiu à tribuna do Palácio Monroe, a sede do Senado, no Rio, para argumentar que o presidente Juscelino Kubitschek cometia um erro grave ao inaugurar uma cidade ainda em obras.

Veja o vídeo


 

2.3.2015

A madrugada mais longa da República faz 30 anos

Tancredo era operado na véspera da posse. Enquanto ditadura se mobilizava para impedir Sarney de assumir, Congresso agia para salvar redemocratização.


 

2.2.2015

Em ritual, imperador elencava prioridades do Brasil

Com discursos solenes, chamados de falas do trono, os imperadores Pedro I e Pedro II e os regentes abriam e encerravam o ano de trabalho dos senadores e deputados. Os originais estão no Senado e foram tombados pela Unesco.

Veja o vídeo


 

1.12.2014

150 anos depois, guerra ainda é ferida aberta no Paraguai

Documentos do Arquivo do Senado mostram que diversos projetos de lei tentaram desfigurar a bandeira, criada há 125 anos.

Veja o vídeo


 

3.11.2014

Bandeira nacional sofreu rejeição nos primórdios da República

Documentos do Arquivo do Senado mostram que diversos projetos de lei tentaram desfigurar a bandeira, criada há 125 anos.

Veja o vídeo


 

6.10.2014

Na primeira eleição presidencial, há 120 anos, Brasil teve eleitor de menos e candidato demais

Sem o voto de mulheres ou analfabetos, a eleição presidencial de 1894 foi a primeira após a Proclamação da República. O resultado do pleito, vencido por Prudente de Moraes, mostra que 205 pessoas receberam votos.

Veja o vídeo


 

1.9.2014

O Senado e a participação do Brasil na 1ª Guerra Mundial

Arquivos guardados no Senado Federal mostram a importância dos discursos de Ruy Barbosa, para a decisão do governo de participar do conflito.

Veja o vídeo


 

4.8.2014

Documentos do Senado registram reação ao suicídio de Getúlio Vargas

Prestes a completar 60 anos, o suicídio do presidente Getúlio Vargas está registrado no Arquivo do Senado em discursos de senadores da época.

Veja o vídeo


 

7.7.2014

Em 1958, conquista da Copa emocionou senadores

Nos dias que se seguiram à primeira conquista de uma Copa do Mundo pelo Brasil, há 56 anos na Suécia, o microfone da tribuna do Senado difundiu inúmeros discursos sobre a vitória.

Veja o vídeo


 

2.6.2014

Criação da Petrobras rachou Senado em 1953

Polarização verificada hoje nos debates sobre a estatal já estava presente na discussão do projeto que criou a Petrobras, no início dos anos 50. Eram os “entreguistas” contra os “ultranacionalistas”.

Ouça o áudio


 

26.5.2014

Senadores juravam em 1826 manter fé católica

Documento do Arquivo do Senado mostra que juramento de posse no Império incluía religião.

Ouça o áudio