Séries Especiais

Gripe espanhola: a catastrófica epidemia que varreu o Brasil em 1918

27:24Gripe espanhola: a catastrófica epidemia que varreu o Brasil em 1918
1ª parte
05:16
2ª parte
05:07
3ª parte
05:34
4ª parte
05:04
5ª parte
06:24

Reportagem especial mostra destruição que gripe espanhola causou no Brasil em 1918

Há exatos 100 anos, o Brasil foi atacado pela pior epidemia da história. A gripe espanhola chegou ao país a bordo de um navio procedente da Europa, em 1918, espalhou-se rapidamente por todo o território nacional e deixou um saldo de dezenas de milhares de mortos — entre eles Rodrigues Alves, que acabara de se eleger presidente da República para o segundo mandato, mas não conseguiu tomar posse.

O autor da série é o repórter Ricardo Westin, que encontrou no Arquivo do Senado inúmeros documentos históricos que mostram como o Poder Legislativo reagiu à doença. Um dos projetos de lei que os senadores discutiram determinava a aprovação automática de todos os estudantes. A medida era necessária porque o governo proibiu as aglomerações nos últimos meses do ano, inclusive nos colégios e nas universidades, que ficaram sem aulas. A lei entrou em vigor e, de fato, aluno nenhum foi reprovado no Brasil em 1918.

A série de reportagens também mostra que a população recorria a vários remédios supostamente milagrosos, incluindo a mistura de limão com mel — foi a epidemia de gripe espanhola que levou à criação da caipirinha.

A doença escancarou a situação precária em que se encontrava a saúde no país. Não existiam hospitais públicos. Muitos doentes, sem saber a quem recorrer, procuravam ajuda nas delegacias de polícia. Foi por causa do susto provocado pela gripe espanhola que o governo finalmente começou a montar uma rede de saúde pública.

TÓPICOS:
Europa  Gripe Espanhola  História  Poder Legislativo  Presidente da República  Rede  Saúde  Saúde Pública 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo