Técnicos na Raça

30:00Técnicos na Raça
Gentil Cardoso
06:00
Didi
06:00
Samuel Cândido
06:00
Lula Pereira
06:00
Raí Sousa
06:00

Reportagem Especial da Rádio Senado debate a escassez de técnicos negros no futebol brasileiro

 

“Técnicos na Raça” mostra ainda os desafios vividos pelos poucos profissionais negros que comandam clubes de futebol no país.

 

“Sabe por que você não vai para esse clube? Porque você é negro e nordestino.” Essa foi a frase de um presidente de clube brasileiro para Lula Pereira, dando a ele a explicação sobre o motivo dele não ser contratado, apesar de suas credenciais e títulos.

 

Lula Pereira, Gentil Cardoso, Didi, Samuel Cândido, Raí Sousa ... os técnicos negros são poucos no nosso futebol e para chegar ao comando de grandes clubes, caso do Flamengo que chegou a ser comandado por Lula Pereira, são muitos os desafios que precisam ser enfrentados. Além dos próprios técnicos, o assunto é tratado com o senador Paulo Paim, comentaristas e jornalistas esportivos como Paulo César Vasconcellos, Paulo Vinícius Coelho, Maurício Noriega e Hudson Nogueira.

 

Na Reportagem Especial “Técnicos na Raça” dos jornalistas Pedro Pincer e Rodrigo Resende você vai conhecer as histórias de técnicos negros que passaram ou estão em atividade no futebol brasileiro. Racismo, falta de oportunidade, barreiras econômicas, todos esses aspectos colaboram para que eles sejam tão poucos em nossa história.

COMO OUVIR (horário de Brasília)

“Técnicos na Raça” vai ao ar na Rádio Senado, em cinco capítulos, de 16 a 20 de novembro, às 8h30, dentro do programa “Conexão Senado”. Também pode ser ouvida na íntegra pelo site senado.leg.br/radio. Outra opção é ouvir por meio de um aplicativo de podcast.

Você também pode acompanhar o “Conexão Senado” no YouTube (youtube.com/tvsenado), no Facebook (facebook.com/radiosenado) e no Twitter (@radiosenado).

SERVIÇO

A Rádio Senado transmite para Brasília e regiões vizinhas na frequência de 91,7 MHz e para outras 13 capitais: Cuiabá (102,5 MHz), Belém (101,5 MHz), Boa Vista (98,3) MHz), Manaus (106,9 MHz), Macapá (93,9 MHz), Rio Branco (100,9 MHz), Aracaju (103,9 MHz), Fortaleza (103,3 MHz), João Pessoa (106,5 MHz), Maceió (105,5 MHz), Natal (106,9 MHz), Teresina (104,5 MHz) e São Luís (96,9 MHz).

 

Capítulo 1 – Gentil Cardoso

Gentil Cardoso fez história no futebol brasileiro entre as décadas de 40 e 60. Foi um dos primeiros técnicos de Garrincha. Mas a sua história não é tão contada, assim como não são tantos os técnicos negros no futebol brasileiro.

Capítulo 2 – Didi

Didi foi eleito o melhor jogador da Copa do Mundo de 1958, a primeira conquistada pelo Brasil. Depois fez carreira como técnico de futebol. Porém, não chegou até ao comando da seleção brasileira.

Capítulo 3 – Samuel Cândido

Os técnicos negros no Brasil enfrentam desafios imensos. E esses desafios são ainda maiores fora dos grandes centros. É o caso de Samuel Cândido, técnico no interior do Pará.

Capítulo 4 – Lula Pereira

Quando pedimos referências de técnicos negros no Brasil, um dos nomes sempre é citado: Lula Pereira. Mas o técnico campeão por diversos clubes poderia ter uma carreira ainda mais vitoriosa se não fosse vítima de racismo.

Capítulo 5 – Raí Sousa

Qual é o futuro? O que fazer para que mais negros assumam postos de comando no futebol brasileiro?

TÓPICOS:
Brasília  Clubes de Futebol  Copa do Mundo  Futebol  História  Lula  Pará  Racismo  Senador Paulo Paim 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 0 61 2211
Ao vivo